Colunistas
Catullo Fernandes - Arte, Cultura e História
Por Catullo Fernandes - Arte, Cultura e História
Pesquisador e poeta

Evellyn brilha no The Voice Kids com um tercinho na mão

Publicado: 26/08/2021 às 14:11

A sexta temporada do The Voice Kids iniciou no dia 6 de junho, com apresentação do ator Márcio Garcia. O programa dominical da Rede Globo de Televisão, que vai ao ar às 14h20, conta com os jurados e técnicos Michel Teló, Carlinhos Brown e Gaby Amarantos. Foi ela que na audição às cegas virou a cadeira para a camaquense Evellyn Katzer, de 12 anos. A menina simplesmente arrasou cantando “Casinha Branca” (1979), composição de Gilson, Joran e Marcelo. O seu sorriso com o tercinho nas mãos emocionou tanto quanto sua linda voz, e a pequena notável começava a trilhar seu caminho dentro do programa.

Logo depois da conquista, com direito a um passeio pelo Rio de Janeiro, em entrevista ao Gshow, imaginando como seriam as próximas etapas, ela declarou: “Estou com a expectativa alta, eu gosto de pensar coisas boas para receber coisas boas. Não importa o que aconteça, eu sempre serei grata por tudo”. 

A cantora mirim, embora uma menina interiorana e de família simples, mostrou que tem feeling, e no domingo passado, 22, na fase das batalhas, superou outras duas competidoras do trio que cantou “Não vá embora”, de Marisa Monte e Arnaldo Antunes. Evellyn conquistou a preferência de sua técnica Gaby Amarantos pela originalidade de sua interpretação. A camaquense e a cantora de Santa Maria, Manu Ferraz (time de Michel Teló), de 11 anos, serão as representantes gaúchas na próxima fase.

A partir de agora cada um dos três times contará com oito vozes. Nos próximos dois programas oito classificados das batalhas serão divididos pelos técnicos em dois grupos de quatro. Um grupo se apresenta no Tira-Teima 1 e outro no Tira-Teima 2, e os técnicos salvam duas vozes em cada disputa, totalizando doze classificados para as quartas de final. Na sequência vem a semifinal, e por último a grande final onde o público escolhe o vencedor (a), que será contemplado com R$250 mil e um contrato com a Universal Music.

Independente do que possa acontecer na continuidade do programa, uma coisa fica evidenciada. Evellyn tem demonstrado muita maturidade, e com sua fé simbolizada pelo rosário entrelaçado nos dedos, embora a pouca idade, passa uma mensagem de amor à arte e de persistência. Aos nove anos ela começou a se apresentar em rodeios e festas, onde descobriu o seu dom de cantar. Talento que foi aprimorado com o professor Ricardo Cordeiro, na Sol Maior Academia de Música. A menina estuda no Colégio Estadual Sete de Setembro, faz parte das invernadas do CTG Camaquã, e do projeto estadual Os Piazitos.

 A artista camaquense com toda a certeza já é uma vencedora. Entre milhares de participantes de todo o Brasil foram selecionadas 72 crianças, e agora ela está entre as 24 vozes do The Voice Kids 2021. Portanto, somos todos EVELLYN. E fica um pedido para nossas emissoras de rádio: vamos tocar com mais frequência músicas com a Evellyn e de outros artista locais. Está confirmado mais uma vez que Camaquã Terra Farroupilha também é uma Terra de Talentos.

Siga Evellyn no Instagram, e fique por dentro da sua participação. Assista no youtube a canção “Mãe guerreira”, gravada no Studio Bee, com letra e melodia de sua autoria (produção musical: Cassiano Lacerda), e que já conta com mais de 15 mil visualizações. 

Clic Humor com Sabedoria: “Cantar é próprio de quem ama.” (Santo Agostinho)