Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • 970×90 (3)
  • BANNER UNICRED 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)

Ex-companheiro ameaçava mãe para se reaproximar de crianças mortas em Alvorada

De acordo com o depoimento de uma amiga e familiares do casal, esta foi a tônica dos meses antecedentes ao assassinato de Giovana, 3 anos, Kimberly, 6, Donavan, 8, e Yasmin, 11, nesta segunda-feira (12)


Por Eduardo Costa Publicado 16/12/2022
Ouvir: 00:00
Ex-companheiro ameaçava mãe para se reaproximar de crianças mortas em Alvorada Foto: Reprodução/RBS TV
Ex-companheiro ameaçava mãe para se reaproximar de crianças mortas em Alvorada Foto: Reprodução/RBS TV

Ex-companheiro ameaçava mãe para se reaproximar de crianças mortas em Alvorada. Em setembro, David da Silva Lemos, 28 anos, agrediu a ex-companheira o que fez ela proibir o agressor de ver as crianças. Ele insistiu e até ameaçou a mulher nos meses seguintes, convencendo-a em novembro, a autorizar uma reaproximação dele às crianças. As informações são de GZH.

Leia outras notícias de Polícia no Clic Camaquã:

Ex-companheiro ameaçava mãe

Esta foi a tônica dos meses antecedentes ao assassinato de Giovana, 3 anos, Kimberly, 6, Donavan, 8, e Yasmin, 11, nesta segunda-feira (12), em Alvorada, de acordo com o depoimento de uma amiga e familiares do casal, que se relacionava há 12 anos. Havia uma medida protetiva a ela desde a agressão física, em setembro. A Polícia investiga para entender quais foram os últimos diálogos de David com a mãe das crianças no final de semana.

O responsável pela investigação é titular da Delegacia de Homicídios de Alvorada, Edimar Machado.
Ele espera conversar com a mãe das quatro vítimas na segunda-feira (19), para apenas depois colher o depoimento do suspeito pelo crime. Lemos foi preso na madrugada de quarta-feira (14), depois de ser localizado em um hotel no Centro Histórico de Porto Alegre.

O Instituto-Geral de Perícias (IGP) tem um mês para fornecer os relatórios e laudos técnicos sobre as vítimas e os locais do crime, mas afirma que prioriza o caso. Segundo a assessoria do IGP, os exames toxicológicos, que são os mais demorados, já estão em processamento para agilizar os resultados.

Outras notícias sobre este caso no Clic Camaquã:


  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • BANNER UNICRED 2
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • clarão—970×90
  • globalway (1)