Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • globalway (1)
  • BANNER UNICRED 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111

URGENTE: Jovem é morta em Guaíba e companheiro é preso em flagrante

A vítima, identificada como Mariana Cânofe Marques, foi morta dentro da própria residência, no bairro Cohab; companheiro foi preso em flagrante


Por Redação Clic Camaquã Publicado 27/11/2022
Ouvir: 00:00
Jovem é morta em Guaíba e familiares suspeitam de companheiro da vítima
Jovem é morta em Guaíba e familiares suspeitam de companheiro da vítima

Neste sábado, uma jovem de apenas 21 anos foi morta em Guaíba. A vítima, identificada como Mariana Cânofe Marques, foi morta dentro da própria residência, no bairro Cohab.

De acordo com a Polícia Civil, o companheiro de Mariana foi preso em flagrante e até o momento, é o principal suspeito pelo crime. Contatada pela reportagem do Clic Camaquã, a delegada Karoline Calegari informou que a Polícia Civil trabalha na linha de um possível feminicídio.

Familiares de Mariana acusam o companheiro de Mariana pela morte. Segundo os familiares, o companheiro matou Mariana por asfixia e depois, tentou conseguir álibis para simular um suicído por parte da jovem.

De acordo com o portal de notícias Caso Criminal, de Guaíba, após cometer o crime, o companheiro de Mariana pendurou sem corpo com uma corda e fugiu do local.

Ele teria ido até uma festa para juntar álibis. No local, ele ligou para um familiar da jovem e pediu uma carona. Juntos, eles foram até o local do crime, encontrando a vítima já morta. Ainda conforme a suspeita dos familiares, a carona foi solicitada para simular uma situação de encontro do corpo diferente.

A Polícia Civil, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a Perícia estiveram no local do crime.

Ainda de acordo com a publicação, os indícios encontrados pela perícia foram de encontro com a versão do suspeito, que foi preso em flagrante pela Polícia Civil.

O suspeito não teve seu nome divulgado em virtude da Lei de Abuso de Autoridade (Lei nº 13.869). A lei foi sancionada em 2019 e é válida desde janeiro de 2020, impedindo a divulgação antes do trânsito em julgado em todas as instâncias da Justiça.

Polícia Civil informou que dispobiliza o telefone 197 para qualquer tipo de denúncia, garantindo a total preservação da identificação do denunciante.


  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • BANNER UNICRED 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494