Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 970×90 (3)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)

Gerente da Caixa em Viamão é preso por suspeita de desvio de dinheiro de jogadores de futebol

Ele foi detido no momento em que retirava R$ 5 mil em caixa eletrônico da agência; dentre as vítimas está o zagueiro Geromel e o lateral Edilson


Por Redação Clic Camaquã Publicado 19/12/2022
Ouvir: 00:00
Caixa começa a pagar saque extraordinário do FGTS
Foto/ Divulgação/ Reprodução

O gerente da agência da Caixa Econômica Federal (CEF) de Viamão é preso por suspeita de desvio de dinheiro de jogadores de futebol. O acusado teria desviado valor do FGTS de clientes, e escolheu jogadores de futebol como vítima. Entre eles, o zagueiro Geromel e o lateral Edilson. As informações são de GZH.

Há outros nomes, como atletas aposentados, jogadores que até já passaram pela Seleção, e outros que atuam no interior. A prisão do gerente da Caixa ocorreu na última quarta-feira (14).

A ação foi realizada pelo titular da 2ª Delegacia de Gravataí, delegado Guilherme Calderipe, que foi acionado pelo próprio banco para apurar os supostos desvios. Um inquérito foi instaurado pela polícia da cidade porque a maioria dos saques foi feito em uma agência de Gravataí e também porque o suspeito reside no município. Segundo Calderipe, também houve saques em agências de Porto Alegre e em Viamão, como o flagrado nesta quarta.

“Quando o abordamos, ele estava fazendo os saques e tinha dinheiro guardado nos bolsos das calças e do paletó. Informalmente, ele admitiu a fraude e que usaria os valores para investir em criptomoedas”, diz o delegado.

O suspeito está detido na cela da Delegacia Regional de Gravataí. O advogado dele foi acionado e ele deve prestar depoimento ainda nesta quarta-feira. O nome dele não foi divulgado pela polícia. Ele será investigado pelo crime de peculato, que é o uso de cargo ou função pública para desvio de dinheiro ou bens. A Caixa informou que colabora com as investigações.

Desvios podem chegar a R$ 400 mil

Segundo a apuração inicial, o gerente da Caixa emitiria um código para retirar em caixas eletrônicos o valor de R$ 1 mil referente ao saque-aniversário do FGTS de correntistas. No entanto, ele não informava os clientes  disso e ele mesmo fazia os saques. O suspeito atuava na agência há pouco menos de um ano. Os valores ainda precisam ser confirmados, mas o delegado Guilherme Calderipe diz que os saques indevidos podem ultrapassar R$ 400 mil.

O delegado acredita que muitas vítimas sequer sabem dos desvios e, por isso, recomenda que as pessoas, principalmente do Rio Grande do Sul, verifiquem o extrato do FGTS para ver se houve saque indevido. Caso percebam algum indício de irregularidade, devem procurar a Caixa e a 2ª Delegacia de Gravataí — que dispõe do telefone, com WhatsApp e Telegram, (51) 98444 0606.

Calderipe diz que os valores retirados nunca passavam de R$ 1 mil, para não chamar atenção dos correntistas e do banco. 

Leia a nota da Caixa na íntegra

“A Caixa informa que atua conjuntamente com os órgãos de segurança pública nas investigações e operações que combatem fraudes. Ressalta ainda que monitora ininterruptamente seus produtos, serviços e transações bancárias para identificar e investigar casos suspeitos. 

Por fim, o banco esclarece que informações sigilosas sobre eventos criminosos em suas unidades são repassadas exclusivamente às autoridades policiais e ratifica que coopera integralmente com as investigações dos órgãos competentes.”


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • 970×90 (3)
  • globalway (1)
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)