Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • banner felice 2
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Quase 40 mortes e mais de 20 mil desalojados: confira os número atualizados dos temporais que atingem o RS

Números são do boletim mais recente da Defesa Civil


Por Pablo Bierhals Publicado 03/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
imagem 1280×720 – 2024-05-03T150958.143
Foto: Marcelo Oliveira / PMSM

O Rio Grande do Sul já registra oficialmente 37 mortes devido à chuva dos últimos dias. No último boletim divulgado, às 12h desta sexta-feira (3), 74 pessoas ficaram feridas e 74 estão desaparecidas. Ao todo são 235 municípios atingidos. O grande volume de chuva vem sendo registrado ao longo da semana no estado.

Uma barragem localizada no Rio das Antas, entre os municípios de Cotiporã e Bento Gonçalves, rompeu na tarde de quinta afetando ainda mais os municípios da Serra e Vale do Taquari. Outras barragens são monitoradas pelo Governo Estadual, com risco de rompimento, como é o caso da Bugres, em Canela.

As regiões da Serra, Central, Vale do Taquari, Vale do Rio Pardo e Vale do Caí mais uma vez são as mais afetadas pelas catástrofes climáticas que atingem o estado. Nas enchentes de setembro de 2023, mais de 50 morreram.

Na Região Metropolitana, o Guaíba já registra 4,5 metros no Cais Mauá e, segundo especialistas, pode ultrapassar a marca histórica de 4,76 registrada em 1941. Neste momento, já é a segunda maior cheia registrada. Conforme informações da GZH, a comporta 14, próximo da avenida Sertório, rompeu. Com isso a água invade bairros da Zona Norte de Porto Alegre. Região das ilhas e bairros de Guaíba e Eldorado do Sul estão alagados.

A situação levou a interdição total e por tempo indeterminado das duas pontes de acesso da Zona Sul à Porto Alegre e um viaduto localizado no km 107 da BR-290, em Eldorado do Sul.

Na Costa Doce, há alerta para possível cheia da Lagoa dos Patos devido a elevação do nível do Guaíba e dos rios que desaguam. Em Cristal, a cheia do Rio Camaquã tirou cerca de 40 famílias de casa. As prefeituras de São Lourenço do Sul, Tapes e Arambaré também emitiram alertas para cheias nos rios e arroios da região. As três cidades também são banhadas pela Lagoa dos Patos.

Em Camaquã, a região da várzea é a mais afetada. Uma operação iniciada nesta quinta-feira (2) pretende auxiliar os moradores da Ilha Santo Antônio, Pacheca, Capororoca e Areal. Algumas comunidades estão sem acesso terrestre e em breve um helicóptero deve ser utilizado para levar mantimentos e resgatar pessoas.

Confira abaixo o último relatório sobre as ações de resgate nas localidades atingidas:

Boletim das 12h de sexta-feira (3):

  • Municípios afetados: 235
  • Pessoas em abrigos: 7.949
  • Desalojados: 23.598
  • Afetados: 351.639
  • Feridos: 74
  • Desaparecidos: 74

Óbitos: 37

  • Canela (2)
  • Candelária (1)
  • Caxias do Sul (1)
  • Bento Gonçalves (1)
  • Boa Vista do Sul (2)
  • Paverama (2)
  • Pantano Grande (1)
  • Putinga (1)
  • Gramado (4)
  • Itaara (1)
  • Encantado (1)
  • Salvador do Sul (2)
  • Serafina Corrêa (2)
  • Segredo (1)
  • Santa Maria (2)
  • Santa Cruz do Sul (4)
  • São João do Polêsine (1)
  • Silveira Martins (1)
  • Vera Cruz (1)
  • Taquara (2)
  • São Vendelino (1)
  • Três Coroas (3)

Alertas

Para aumentar o nível de prevenção, as pessoas podem se cadastrar para receberem os alertas meteorológicos da Defesa Civil estadual. Para isso, é necessário enviar o CEP da localidade por SMS para o número 40199. Em seguida, uma confirmação é enviada, tornando o número disponível para receber as informações sempre que elas forem divulgadas.

Também é possível se cadastrar via aplicativo Whatsapp. Para ter acesso ao serviço, é necessário se registrar pelo telefone (61) 2034-4611 ou clicando aqui. Em seguida, é preciso interagir com o robô de atendimento enviando um simples “Oi”. Após a primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra do seu interesse para, dessa forma, receber as mensagens que serão encaminhadas pela Defesa Civil estadual.


  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • banner felice 2