Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • cq-01
  • WhatsApp Image 2024-02-01 at 16.56.45
  • globalway (1)
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664

Camaquense conquista o tetra da Copa do Brasil de Futebol para atletas de Baixa Visão

Rodrigo voltou a ser campeão defendendo a equipe do CFA (Clube de Futebol Adaptado) em São Paulo


Por Celiomar Garcia Publicado 08/12/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
rodrigo capa
Fotos: CDBV/Divulgação

O camaquense Rodrigo Lima conquistou na quarta-feira (06), mais uma vez o título de Campeão Brasileiro de Futebol B2/B3. A competição aconteceu em São Paulo e é destinada para atletas de baixa visão.

Rodrigo voltou a ser campeão defendendo a equipe do CFA (Clube de Futebol Adaptado), que por sua vez chega a quarta conquista nacional de futebol B2/B3 (disputado por atletas com baixa visão). A equipe paranaense decidiu pela quinta vez consecutiva a final diante do Urece, do Rio e venceu por 6 a 0.

O CFA já havia vencido em 2017, 2018 e 2022,  e agora em 2023, igualando-se ao Ilbes-ES como os dois maiores ganhadores da modalidade. O futebol B2/B3 não integra o programa dos Jogos Paralímpicos e no Brasil é administrado pela CBDV (Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais).

O time paranaense, que mais uma vez Rodrigo defendeu, ganhou também premiações individuais. Alessandro foi eleito o melhor goleiro da competição e João Neto levou o troféu de artilheiro, com seis gols marcados.

Lima conquistou seu primeiro título na competição com o Ilbis do Espirito Santo, depois levantou a taça defendendo a ACERGS do Rio Grande do Sul. No ano passado, o tri chegou atuando pelo CFA e em 2023, repetiu a dose, alcançando seu quarto título na modalidade.

O futebol de baixa visão é praticado por pessoas que apresentam uma deficiência visual. Eles apresentam uma acuidade visual que varia entre 3/60 e 6/18 no olho com melhor capacidade e com utilização da correção oftalmológica. A modalidade também é conhecida como Futebol B2/B3 pois é classe que se enquadra dentro do esporte para deficientes visuais.

Confira a reportagem coma entrevista concedida por Rodrigo ao Clic Camaquã em 2022 acessando este link.

rodrigo-3

  • cq-01
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • WhatsApp Image 2024-02-01 at 16.56.45
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111