Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • globalway (1)
  • BANNER UNICRED 2
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494

Ministério da Saúde tem R$ 1,6 bilhão bloqueado pelo Governo Federal

A Saúde terá que, por orientação do Ministério da Economia, escolher quais áreas serão prejudicadas


Por Redação Clic Camaquã Publicado 30/11/2022
Ouvir: 00:00
Foto: Divulgação

O Ministério da Economia bloqueou mais de R$ 1,65 bilhão do orçamento do Ministério da Saúde. O anúncio foi feito via ofício na última sexta-feira (25), o qual solicitava que a equipe de Queiroga escolhesse quais áreas da Saúde poderiam perder recursos.

Com o corte, os remanejamentos orçamentários ou mesmo o empenho de parte das despesas serão limitados. A Saúde terá que, por orientação do Ministério da Economia, escolher quais áreas serão prejudicadas. De acordo com fontes ouvidas pelo O Globo, caso a medida seja efetivada, toda a pasta será afetada.

O bloqueio impactaria principalmente a área de aquisição de medicamentos, que já é um dos pontos mais críticos da pasta atualmente. A escassez de medicamentos é um dos pontos de preocupação para a equipe de transição do governo eleito que, ainda não obteve acesso aos estoques da pasta.

Já antes desse bloqueio, cerca de R$ 1,5 bilhão do Ministério da Saúde estão travados.

Objetivo cumprir a regra do teto de gastos

O Ministério da Economia vem realizando cortes. Na semana passada, a pasta anunciou um bloqueio de gasto no valor de R$ 5,7 bilhões. Nesta semana, as universidades federais já tiveram recursos bloqueados. Na terça-feira (29), universidades federais do RS confirmam a GZH o corte nos repasses do MEC.

O novo contingenciamento tem por objetivo cumprir a regra do teto de gastos.  Com o novo bloqueio, o total de recursos contingenciados avançou de R$ 10,5 bilhões, anunciados em setembro, para R$ 15,4 bilhões. Isso atinge todas as áreas.

*Fonte: GZH / O Globo


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • BANNER UNICRED 2
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 970×90 (3)
  • globalway (1)