Eleições 2020

"Eles não fazem passeata porque não tem gente pra fazer", afirma Ivo de Lima Ferreira

Ivo de Lima Ferreira falou sobre polêmica envolvendo passeata no Centro de Camaquã; entrevista também abordou dívida municipal, CCs, FAPS, código de postura e mais
18/10/2020 - 16h:37min - Fonte:

Durante a manhã deste sábado (17), o programa Controle Geral da ClicRádio, recebeu o atual prefeito de Camaquã, Ivo de Lima Ferreira. Ivo é candidato à Prefeitura da cidade ao lado de Abner Dillmann, com a coligação Camaquã no Rumo Certo (PSDB, MDB, PSD e PL). 

A entrevista faz parte do projeto do Clic Camaquã para a eleição 2020. O estúdio panorâmico da Clic Rádio vai receber todos os candidatos a prefeito da cidade. A ordem das entrevistas foi definida em reunião, na presença de todos os representantes das coligações. 

Ivo falou mais uma vez sobre suas impressões em relação ao Grande Debate, que ocorreu na ClicRádio na última quinta-feira (15), que pode ser conferido abaixo. Além disso, o prefeito trouxe relatórios com prestações de contas do que foi feito no município durante a atual gestão.  Para conferir a lista detalhada de serviços, assista a entrevista a partir dos 27 minutos de transmissão, clicando aqui.

Uma das informações de esclarecimento trazidas pelo prefeito, foi referente a dívida da cidade. “Hoje a dívida do município é R$18.940.000,39 (dezoito milhões, novecentos e quarenta mil com trinta e nove centavos). Isso corresponde a 10,68% da arrecadação corrente líquida do município”, afirmou.

“Quando assumimos Camaquã, a insuficiência financeira do município, e está no site do Tribunal de Contas, é de dois milhões, quinhentos e poucos mil. No primeiro ano conseguimos reduzir para 50% e no seguinte, viramos o ano com saldo positivo e vamos entregar o governo em dia”, comentou. 

O prefeito destacou a dívida do município as funcionários públicos quando iniciou seu mandato. “Em 2016 o ex-prefeito liberou de licença prêmio o valor de R$668.544,84 e nos deixou uma dívida de mais de R$4 milhões. Em 2017, quando nós assumimos, pagamos de licença prêmio aos funcionários públicos R$1.140.473,64”, informou.

“Em 2018, pagamos R$1.234.556,16. Em 2019, R$2.584.005,78. Esse foi o valor que liberamos daquilo que o município devia para seus servidores. Em 2020 até setembro, já liberamos R$523.316,53”, complementou Ivo de Lima Ferreira.

Código de postura, FAPS, valorização dos funcionários públicos, abertura do comércio aos domingos, entre outros pontos bastante abordados durante o Último debate, também foram abordados por ao decorrer da entrevista. Um dos assuntos lembrados foi a respeito da “perseguição aos funcionários públicos”. 

O prefeito comentou que alguns dos funcionários públicos não cumpriam seus deveres, deixando a desejar em alguns aspectos. Segundo Ivo, atestados eram frequentemente utilizados quando não eram necessários, apenas para justificar longos períodos de faltas. 

Além disso, o prefeito comentou outros exemplos, como bater o ponto e voltar para casa e tratar mal demais funcionários públicos. “Para esse tipo de funcionário eu não sou bom”, afirmou. 

Quando questionado sobre a passeata promovida pelo candidato e seus apoiadores, Ivo esclareceu a autorização para este tipo de evento, desde que houvesse o respeito a determinadas regras. “Eles não fazem passeata porque eles não tem gente”, afirmou. “Só de faz passeata com pessoas”, complementou. 

O atual prefeito comentou que a coligação está preparando uma grande carreata para o próximo mês, que deve mostrar a força política dos candidatos. “Essa carreata vai ser do tamanho da nossa vitória” afirmou. De acordo com Ivo, 80% dos funcionários públicos estão caminhando ao seu lado e de Abner.

O Grande Debate:

 

 

deixe seu comentário