Eleições 2020

Eleições 2020: O que esperar deste período em meio a pandemia de Covid-19?

Diversas mudanças vão ocorrer este ano, candidatos e eleitores vão precisar se adaptar; confira as principais dúvidas sobre o período eleitoral
Por: Sabrina Borges | Publicado: 27/08/2020 às 00:00 | Alterado: 22/04/2021 às 11:06
Eleições 2020/ Foto: Fábio Pozzebom/ Agência Brasil
Eleições 2020/ Foto: Fábio Pozzebom/ Agência Brasil

No final deste ano vai acontecer as Eleições 2020. O país inteiro segue com uma grande expectativa sobre esse evento, devido a atual situação de pandemia. Assim como diversos setores, a política tem sentido o impacto da atuação do novo coronavírus. A necessidade de isolamento social e outras restrições têm resultado em um sentimento cada dia maior sobre as incertezas do futuro. 

Este ano as eleições 2020 vão acontecer no dia 15 de novembro e o segundo turno, o dia 29 de novembro. Até lá, ainda não se tem idéias de como serão mantidos os protocolos de distanciamento social, não se sabe se todos os eleitores vão respeitar as determinações de uso de máscara, entre outros aspectos. O que se tem é mais uma dúvida em relação ao exercício da cidadania.

Campanha eleitoral online 

Além disso, muito se ouve a respeito das campanhas políticas. E aí surgem novos questionamentos envolvendo o tema. “Que campanha curta vai ser essa”, expressou Nelson Egon Geiger, advogado e comentarista do Clic Camaquã. Ele comentou sobre as práticas históricas das campanhas políticas, que neste ano não vão ser realizadas, como as reuniões e comícios. 

Nelson comentou que a campanha vai ser realizada por meio virtual. Isso já vinha acontecendo nas últimas campanhas, mas provavelmente este vai ser o ano do “boom” das campanhas eleitorais na internet. Mais do que nunca, nesta eleições 2020, os candidatos vão precisar estar presente nos formatos virtuais. Ter um site bacana, mostrando de forma transparente quem é o candidato. Ofertar conteúdos de qualidade para seus possíveis leitores e demonstrar seus feitos no meio é indispensável. 

Definitivamente, os candidatos vão precisar estar no “meio” do povo mesmo neste período de pandemia. E como eles vão fazer isso? Compartilhando seus conteúdo nas redes sociais e grupos virtuais, como o WhatsApp por exemplo. Mas o que os candidatos já devem ter percebido, é que não dá para ficar parado sem se renovar. 

Atenção redobrada para as fake news

E aí pode ser que exista um problema. As redes sociais e ambientes virtuais são onde se proliferam com muita agilidade notícias falsas. Esse vai ser o momento de “olho atento” e cuidado redobrado para não compartilhar fake news e sair acreditando em tudo de se lê por aí. Agora mais do que nunca, os interesses políticos e partidários vão estar à flor da pele. 

Outro ponto que os eleitores devem dedicar muita atenção, é referente a honestidade dos candidatos. “É a hora de escolher bem um governante”, afirmou Nelson. Uma pesquisa detalhada sobre os políticos, verificando qualquer informação é sempre a melhor escolha antes de tomar uma decisão e ter que conviver com o peso do voto. 

Nelson exemplificou o cuidado com a honestidade citando o caso noticiado nesta quarta-feira, sobre a Operação Lava Jato que realizou busca e apreensão entre outras medidas judiciais contra um ministro do Tribunal de Contas da União. “Ministro de Contas da União, é o tribunal que tem que fiscalizar as contas públicas e o ministro que está lá é desonesto” , afirmou. “Precisamos de administradores que demonstrem honestidade”, comentou Nelson.

deixe seu comentário