Política

"Nós estamos esperando a fábrica chinesa até hoje em Camaquã", questiona presidente da Câmara

Luciano Cabeça relacionou caso da fábrica chinesa com vinda de fumageira, que promete investimento de R$100 milhões e pode não vir para Camaquã por demora na tramitação
Por: Elias Bielaski | Publicado: 19/07/2021 às 17:30 | Alterado: 26/07/2021 às 23:30
Luciano Pereira Dias no Bom Dia Camaquã. Foto: Elias Bielaski / ClicRádio
Luciano Pereira Dias no Bom Dia Camaquã. Foto: Elias Bielaski / ClicRádio

Na manhã desta segunda-feira, 19 de julho, o programa Bom Dia Camaquã recebeu Luciano Pereira Dias, vereador pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e presidente da Câmara. Ele realizou tradicional participação em formato de debate junto ao vereador Vitor Azambuja, do Progressistas (PP).

As matérias sobre as participações são feitas de forma individual.

Quer ganhar um rancho do Krolow? Clique aqui!

Dentre os destaques do debate, esteve a fala dos vereadores em relação à Canarana Agrocomercial, empresa de Cerro Grande do Sul que estuda a viabilidade de instalação de uma unidade em Camaquã.

Segundo representantes da empresa, o investimento projetado no primeiro ano após a instalação é de R$ 127 milhões, gerando 114 empregos diretos de forma imediata e 226 empregos em até 5 anos.

O presidente alertou que existe o risco de Camaquã perder esse investimento: "A Canarana pode não vir para Camaquã", alertou.

Segundo ele, o Poder Legislativo tem que fiscalizar e analisar cada ponto, mas a execução deve ser do Poder Executivo.

Quer ganhar uma pizza Frazione? Clique aqui!

"Eu deixo como exemplo a fábrica chinesa. Colocaram até trator em uma sala e acabou não vindo. Nós estamos esperando a fábrica chinesa até hoje em Camaquã", questionou.

O presidente destacou que caso haja alguma dúvida, questionamento ou sugestão para alterar o projeto, os vereadores precisam ter autonomia para ir até a Prefeitura e participar da construção do projeto em questão, o que segundo ele, dá mais agilidade ao processo.

"Será que vamos perder mais uma empresa em Camaquã?", questionou.

O presidente demonstrou apreensão quanto à demora para se dar andamento ao projeto, em virtude de que o tempo de aprovação pode ocasionar a desistência do empresário em instalar a empresa fumageira em Camaquã.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

O presidente ainda questionou a demora para se marcar a audiência pública sobre o projeto: "Porque não marcaram para esta semana ou para a semana que vem", questionou o presidente sobre a audiência, marcada para o começo de agosto. 

"É lento o andamento deste projeto na Câmara. Não podemos cometer os mesmos erros que os gestores cometeram com a fábrica chinesa ou a fábrica de carvão"

No encerramento de sua fala, Luciano afirmou que o projeto precisa ser colocado em pauta e que todo tema, polêmico ou não, precisa ser debatido em sessão:

"Somos 15 representantes do povo. Vai pro voto e a maioria decide o que é melhor e o que é pior para Camaquã. Agora, achar uma opinião pessoal dentro de uma comissão e segurar o projeto... larga para os 15 votar. Como foi votado empresa ligada ao vice-prefeito: pelo menos foi votado. E o espaço público que tinha gado de pessoas ligadas a outros políticos também, que nem isso foi votado aqui dentro de Camaquã. Isso já tá no Ministério Público e todo mundo sabe, que tinha secretário aí que tinha cavalo crioulo em terra do município"

Assista a entrevista completa:

De segunda a sexta-feira, às 9h, o programa Bom Dia Camaquã abre espaço para participação de vereadores no estúdio da ClicRádio. Em duplas, os parlamentares camaquenses tem a oportunidade de debater os principais temas ligados ao Poder Legislativo.

Baixe agora o aplicativo da ClicRádio.

Sessão presencial

A pauta desta segunda-feira(19) terá apenas uma matéria em discussão e votação, mas será marcada pela volta dos parlamentares no Plenário da Câmara de Vereadores. 

Após reunião na última sexta-feira(16) do colégio de Líderes, ficou definido que os legisladores poderão estar de forma presencial na sessão.

Confira a matéria da 25º Sessão Ordinária:

Requerimento com Apoio do Plenário nº 39/2021

Solicita estudo técnico do setor de engenharia de tráfego ou da Divisão de Trânsito de Camaquã, conforme determina o código CTB, CONTRAN e Resolução 600/16 , para a implantação de quebra-molas ou redutores de velocidade, na rua Teodulino Gomes de Andrade, bairro Jardim do Forte.

deixe seu comentário