Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • cq-01

Três homens são condenados por tentativa de assassinato em Camaquã

Eles identificaram erroneamente uma casa como sendo de um traficante e dispararam tiros de espingarda calibre 12, atingindo a vítima


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 20/07/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Divulgação/MPRS

Três homens ​​denunciados pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) em Camaquã foram condenados na madrugada desta quinta-feira (20), por seus envolvimentos na tentativa de assassinato de Elisiane dos Santos Serpa. O incidente ocorreu em 25 de julho de 2017, na rua São Bernardo, bairro Getúlio Vargas.

Inicialmente, eram quatro réus, mas Otaviano Domingues Florêncio, considerado o mandante, alegou problemas de saúde e terá seus julgamentos realizados separadamente em dados a serem determinados. No julgamento, o promotor de Justiça Francisco Saldanha Lauenstein atuou em plenário.

Guilherme da Conceição Queiroz foi condenado a 19 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por roubo, tentativa de homicídio qualificado (por dificultar a defesa da vítima), organização criminosa e corrupção de menor.

Estéfano Rodrigues da Silva recebeu uma pena de 8 anos e 4 meses de prisão por receptação, organização criminosa e corrupção de menor.

Wagner Oliveira Pacheco foi condenado a 11 anos, 2 meses e 20 dias de prisão por receptação, tentativa de homicídio qualificado (por dificultar a defesa) e corrupção de menor.

De acordo com provas apresentadas pelo Ministério Público, os três saíram de Porto Alegre utilizando um veículo roubado, com intenção de assassinar membros de facção rival em Camaquã. Eles identificaram erroneamente uma casa como sendo de um traficante e dispararam tiros de espingarda calibre 12, atingindo a vítima.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • cq-01
  • globalway (1)
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19