Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • banner felice 2
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • globalway (1)

Justiça aceita denúncia contra nove suspeitos de envolvimento no caso de mulher morta por dívida

A denúncia do Ministério Público abrange as cinco pessoas que teriam invadido a residência e assassinado Eloete e mais pessoas que teriam envolvimento em outras fases do crime


Por Pablo Bierhals Publicado 20/04/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
imagem 1280×720 – 2024-04-20T091331.561
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Nove pessoas foram denunciadas na 1ª Vara Criminal da Comarca de Lajeado por suspeita de envolvimento na morte de Eloete de Oliveira, de 54 anos, ocorrida em fevereiro. Oito denunciados estão presos e um está foragido.

A mulher morreu em 13 de fevereiro, em Progresso, a cerca de 110 quilômetros de Porto Alegre. Eloete de Oliveira estava em casa quando cinco homens entraram na residência da mulher, atiraram contra ela e a levaram do local. O marido de Eloete conseguiu fugir. 

O corpo da mulher foi localizado dias depois, parcialmente queimado, às margens da RS-421, no interior do município de Sério. A vítima morreu por hemorragia interna torácica consecutiva a disparo de arma de fogo.

A Polícia Civil concluiu que Eloete foi morta a mando de uma pessoa que devia dinheiro para ela. De acordo com a investigação, a vítima teria emprestado o dinheiro a uma pessoa, que foi pago parcialmente. A dívida aumentou, gerando desavenças.

A denúncia do Ministério Público abrange as cinco pessoas que teriam invadido a residência e assassinado Eloete e mais pessoas que teriam envolvimento em outras fases do crime.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111