Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • cq-01
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51

Homem é condenado a 32 anos de prisão por feminicídio praticado em São Lourenço do Sul

O cumprimento inicial da pena é em regime fechado e foi mantida a prisão do criminoso


Por Pablo Bierhals Publicado 22/03/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic
Justiça/Clic Camaquã

Um homem acusado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul por feminicídio foi condenado nesta quinta-feira (21), a 32 anos de prisão em São Lourenço do Sul. São 31 anos por ter assassinado a vítima, que tinha 24 anos, e mais um por posse ilegal de arma de fogo.

O cumprimento inicial da pena é em regime fechado e foi mantida a prisão do criminoso.

O promotor Márcio Schlee Gomes foi designado para atuar em plenário. Segundo ele, foi acolhida integralmente a acusação e as qualificadoras foram recursos que impossibilitaram a defesa da vítima, contra mulher por razões envolvendo questão de gênero e na presença de crianças. A sentença foi proferida pela juíza Helen Paiva, da 1ª Vara Judicial da Comarca do município da Região Sul do RS.

Conforme a denúncia, o feminicídio ocorreu no dia 4 de novembro de 2020. Na ocasião, a vítima terminou uma relação extraconjugal com o condenado e ele não aceitou. O motivo foi uma série de violências que ela havia sofrido. Inconformado, o réu foi até a casa da mulher, que havia reatado o relacionamento com o marido, com o objetivo de executá-la. Na presença das filhas dela, duas crianças de três e seis anos de idade, ele atirou quatro vezes na vítima.


  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • globalway (1)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • cq-01
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)