Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • clarão—970×90
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • BANNER UNICRED 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494

Polícia realiza combate a crimes de extorsão contra moradores do bairro Mathias Velho em Canoas

Foram cumpridas 16 ordens judiciais, sendo cinco pessoas presas.


Por Redação Clic Camaquã Publicado 27/04/2023
Ouvir: 00:00
Foto: Ilustrativa

A Polícia Civil realizou na manhã desta quinta-feira (27) a Operação Extorsor, que visa o combate aos crimes de Extorsão praticados no bairro Mathias Velho, em Canoas.

Foram cumpridas 16 ordens judiciais (6 prisões temporárias, 10 MBAs), sendo 14 na cidade de Canoas e 2 em penitenciárias estaduais (Porto Alegre e Montenegro). Cinco pessoas foram presas.

A ação ocorreu por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas, coordenada pelo Delegado Marco Guns.

Ao todo, são investigados pela Polícia Civil seis diferentes fatos criminosos, todos ocorridos nos últimos meses na área do bairro Mathias Velho.

Ainda, os integrantes das células criminosas identificadas criaram a figura do fiador de dívidas inexistentes.

A origem, em regra, se dá pela contratação de empréstimo com agiotas, que, após receberem valor muito acima do já contratado repassam a dívida, não mais existente, para integrantes dos identificados grupos de cobrança violenta, que passam a exigir dinheiro das mais aleatórias vítimas.

Assim, familiares, novos inquilinos, funcionários de comércio, são submetidos à tortura psicológica.

A partir da identificação de células criminosas, a investigação produziu provas suficientes para a prisão de integrantes dos grupos dessa modalidade de cobrança violenta.

Com as buscas e prisões, haverá condições de concluir pela existência de uma liderança específica no comando das ações ou mesmo vinculação a facção criminosa.

Outras três prisões, executadas dias atrás pela mesma equipe investigativa, desarticularam célula independente que praticou Extorsão contra casal do bairro Mathias Velho.

Fonte: Polícia Civil


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • clarão—970×90
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • BANNER UNICRED 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • globalway (1)