Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • clarão—970×90
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664

Polícia investiga morte de cão Fiapo, baleado próximo da penitenciária de Canoas

O cachorro vivia nas proximidades da penitenciária e era cuidado pelos policiais penais da unidade; delegado afirma que policial militar que realizava a segurança externa do local teria se assustado com o animal latindo no escuro, disparando o tiro fatal contra o cão


Por João Victor Fagundes Publicado 04/06/2024
Ouvir: 00:00
fiapo
Foto: Reprodução

A morte do cão Fiapo está sendo investigada pela 4ª Delegacia de Polícia de Canoas. Conforme a polícia, os disparos teriam ocorrido na parte externa das proximidades do Complexo Penitenciário de Canoas (Pecan) no dia 27 de maio.

Segundo informações, o cãozinho foi batizado como “Fiapo” devido ao seu pequeno porte. Além disso, vivia com outros cães nas proximidades do complexo e era cuidado por policiais penais que trabalham ali. O vira-lata tinha 10 quilos e ainda não havia completado um ano.

A segurança interna da Pecan é feita por policiais penais, mas a externa, fora dos muros do complexo, é feita pela Brigada Militar. O delegado responsável pelo caso diz que os policiais penais afirmaram que o PM, que no momento atuava na guarda externa, admitiu ter sido o autor do tiro que atingiu a cabeça de Fiapo. Ele teria dito aos colegas que assustou-se quando o filhote e mais dois cães se aproximaram no escuro, latindo. A polícia ainda ouvirá o suspeito.

O Policial Militar autor do disparo é investigado pelo crime de maus-tratos. No entanto, o delegado afirma que ainda não existem elementos suficientes para confirmar o relato, visto que no local as câmeras de segurança ficam apontadas para o interior do complexo.


  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90