Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • globalway (1)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • cq-01
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)

Polícia Civil arquiva investigação contra deputado Leonel Radde por violência doméstica

Ex-esposa do parlamentar diz ter sido agredida por ele; Corregedoria entendeu que não houve crime


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 09/08/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Reprodução/ Cristina Beck – CMPA

A Polícia Civil arquivou a investigação contra o deputado estadual do Rio Grande do Sul, Leonel Radde (PT), por denúncia de violência doméstica. O parlamentar era suspeito de ter agredido a ex-companheira em abril deste ano. Pelo entendimento da apuração, foi de que ele não cometeu o crime. O caso era investigado pela Corregedoria-Geral da Polícia Civil (Cogepol), já que o político é policial civil.

Conforme o g1, a ex-mulher de Radde foi indiciada por difamação e denunciação caluniosa, segundo a Polícia Civil.

Segundo a delegada Eliana Lopes, os inquéritos foram encaminhados ao Ministério Público (MP), que deve avaliar se concorda ou não com a conclusão das investigações. Se concordar, os casos são encerrados e encaminhados à Justiça.

“[O MP pode] pedir novas diligências”, diz a delegada Eliana, explicando que, nessa situação, a Polícia Civil volta a trabalhar no caso para responder aos questionamentos da Justiça.

A suspeita

A ex-esposa de Radde registrou ocorrência policial contra ele em 12 de abril. Ela disse ter sido agredida por ele no dia 8 de abril durante uma festa em casa. Os dois teriam discutido, Radde teria segurado e ferido ela. Exame de corpo de delito constatou hematomas. A polícia não divulgou detalhes da agressão.

Apesar de estarem separados na época, Radde e a ex-mulher moravam na mesma casa.

Com isto, a Justiça a ela, ainda em abril, uma Medida Protetiva de Urgência (MPU) de afastamento, que impede Radde de se aproximar da ex-mulher. Além disso, não podia mencionar publicamente o nome dela.

Fonte: g1 RS


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • globalway (1)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • cq-01
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664