Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335

Pai e filho são presos por suspeita de tráfico de drogas em Porto Alegre

foram cumpridos cinco mandados de prisão e cinco de busca e apreensão; a mãe do jovem de 20 anos conseguiu fugir


Por Redação Clic Camaquã Publicado 09/12/2022
Ouvir: 00:00
Foto: Divulgação / Polícia

Pai e filho são presos pelo crime de tráfico de drogas em Porto Alegre. A mãe do jovem de 20 anos conseguiu fugir. A ação ocorreu na manhã desta sexta-feira (9). Mais uma pessoa também foi presa na operação, que ocorreu no bairro Jardim São Pedro, a partir de onde a família atuava, segundo a Polícia Civil.

No total, foram cumpridos cinco mandados de prisão e cinco de busca e apreensão. A polícia obteve provas da prática do crime pelos suspeitos, como imagens deles com armas de fogo, drogas e dinheiro. A investigação aponta que elas eram publicadas em grupos de WhatsApp, por meio de onde era feita a venda de entorpecentes.

“Estima-se que a comercialização de entorpecentes seja diária, de modo que os indivíduos ostentam maços de dinheiro, armas de fogo e quantidades de droga para venda, divulgando pelo aplicativo WhatsApp aos seus contatos”, conta o delegado Guilherme Dill, titular da 1ª Delegacia do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc).

De acordo com a Polícia Civil, a investigação do caso começou em maio deste ano com a prisão em flagrante de um ex-presidiário envolvido no esquema. Ele, a família e pelo menos mais dois homens vendiam drogas no bairro Jardim São Pedro. Com essa prisão, foi possível mapear a região e obter as identificações dos demais integrantes da organização criminosa.

*Fonte: g1 RS


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Banner-Camaqua_CC 970×90