Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • banner felice 2
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664

Operação contra estelionato prende suspeitos de aplicar golpes no RS

De acordo com a investigação, o grupo comprava bancos de dados de cidadãos via internet e utilizava essas informações para aplicar golpes


Por Redação Clic Camaquã Publicado 06/07/2022
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: PC/ Divulgação

A Polícia Civil prendeu 11 pessoas durante uma operação contra estelionato na Região Metropolitana de Porto Alegre. De acordo com a investigação, o grupo comprava bancos de dados de cidadãos via internet e utilizava essas informações para aplicar golpes.

Do total de prisões, oito foram preventivas e três, em flagrante. Ao todo, foram cumpridos aproximadamente 100 mandados, incluindo de busca e apreensão, nas cidades de Porto Alegre, Gravataí, Cachoeirinha, Canoas e São Leopoldo, além de Florianópolis (SC).

O delegado Gabriel Bicca, da Delegacia de Investigação de Crimes Carcerários, estima que cerca de 200 pessoas tenham sido lesadas pelos suspeitos. Entre os golpes, a polícia identificou o uso do nome de pessoas para a contratação de empréstimos e a venda de carros roubados.

“Eles pegavam os dados e falsificavam documentos para ir no banco, abrir uma conta e pedir um empréstimo. Eles roubavam um carro igual ao da vítima, clonavam”, diz.

Foto: PC/ Divulgação

De acordo com informações, até o momento, já foram 18 veículos apreendidos. Os agentes ainda recolheram armas de fogo, joias, munição, documentos e uniformes da Brigada Militar e Polícia Civil. Além disso, dois gerentes de banco foram afastados por suspeita de facilitar a ação dos criminosos.

A atividade, segundo a polícia, tinha o objetivo de dar suporte empresarial para facções envolvidas com tráfico de drogas e roubos. O chefe do grupo está preso e tem passagem pelo sistema prisional federal.


  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664