Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • clarão—970×90

Nove pessoas são presas por saques a estabelecimentos comerciais durante a enchente em Eldorado do Sul

Durante a operação, foram recuperados itens furtados de comércios locais, incluindo ferramentas, televisões, geladeiras e gêneros alimentícios


Por Pablo Bierhals Publicado 30/05/2024
Ouvir: 00:00
operação em eldorado do sul
Foto: Divulgação/PC

Na manhã desta quarta-feira (29), uma ação conjunta da Polícia Civil, Brigada Militar e Polícia Federal resultou na deflagração da Operação Aharadak em Eldorado do Sul, visando combater crimes patrimoniais no município. A operação culminou na prisão de nove pessoas e na recuperação de diversos objetos furtados e roubados.

Objetos Recuperados na Operação Aharadak

Durante a operação, foram recuperados itens furtados de comércios locais, incluindo ferramentas, televisões, geladeiras e gêneros alimentícios. Ao todo, 33 ordens judiciais foram cumpridas, entre 25 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão preventiva.

Contexto da Operação

A ofensiva faz parte de uma série de ações repressivas contra crimes patrimoniais que aumentaram em Eldorado do Sul devido às recentes enchentes. A operação dá continuidade às investigações que já resultaram em 22 prisões em maio, realizadas por policiais civis e militares.

Investigações Revelam Atuação de Organização Criminosa

As investigações indicam que os membros da organização criminosa estavam envolvidos em furtos e, em alguns casos, roubos à mão armada. Algumas empresas vítimas dos crimes haviam acolhido pessoas desabrigadas pelas enchentes, o que agrava a situação.

Declarações das Autoridades de Segurança

Durante a coletiva de imprensa, o Secretário de Segurança Pública do RS, Sandro Caron, ressaltou a postura rigorosa das forças de segurança: “A ordem é tolerância zero contra a criminalidade no Rio Grande do Sul. A resposta do estado está aí, com a prisão de oito criminosos. Não vamos parar enquanto não prendermos todas as pessoas que estão cometendo crimes e se aproveitando da situação de calamidade que estamos passando.”

O Subchefe de Polícia, Delegado Heraldo Guerreiro, também destacou a importância da operação: “Isso mostra o retorno das nossas atividades no combate implacável a criminosos e grupos criminosos no Rio Grande do Sul. E agradecemos o apoio de outras forças, das polícias de outros estados que nos ajudaram na operação de hoje, reforçando a sensação de segurança à população gaúcha.”

Força-Tarefa Envolvendo Mais de 200 Policiais

Mais de 200 policiais civis, militares e federais, com apoio aquático e aéreo, incluindo agentes de outros estados, foram mobilizados para o cumprimento das medidas cautelares.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)