Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • cq-01
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-02-01 at 16.56.45
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494

Mulher é presa por suspeita de torturar bebê de 8 meses no RS

Polícia analisou vídeos que mostram a babá agredindo a vítima de diversas maneiras


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 27/01/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Homem tenta matar companheira grávida com facadas e marteladas em Tapes
Foto: Ilustrativa

Uma mulher de 66 anos foi presa nessa quarta-feira (25) por suspeita de torturar um bebê de oito meses enquanto trabalhava como babá em Ijuí. O fato ocorreu em dezembro. Segundo a Polícia Civil, ela teria efetuado diversas agressões contra a vítima. 

Segundo a publicação do g1 RS, o Ministério Público (MP) foi contrário à prisão preventiva, mas no entendimento do juiz Eduardo Giovelli, da 1ª Vara Criminal de Ijuí, havia risco de reiteração dos atos, uma vez que a suspeita faz trabalho como cuidadora de crianças e de idosos.

Segundo o MP, manifestação foi conforme orientação jurídica do STF e do STJ “solicitando medidas cautelares”, uma vez que “ainda não há um enquadramento concluso e oficial” e foi “feita em função da babá não apresentar antecedentes criminais e possuir 66 anos de idade”.

Conforme o Tribunal de Justiça (TJ), o relato da mãe e imagens registradas em vídeos anexados aos autos ajudaram a embasar a decisão. No material, o bebê é arremessado pela babá, que coloca um travesseiro em seu rosto, forçando a mamadeira, e o empurra contra o berço.

Na decisão, o juiz sustenta ser “a prisão preventiva da representada fundada na garantia da ordem pública. Ressalto trata-se, pelo apontamento inicial da autoridade policial, da prática do crime de tortura, delito este equiparado a hediondo, cometido com extrema crueldade e contra vítima completamente incapaz de qualquer defesa”.

No atendimento médico à criança, segundo o TJ, foram constatadas escoriações na nádega e nos membros superiores. O processo tramita em segredo de justiça.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • WhatsApp Image 2024-02-01 at 16.56.45
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • cq-01
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)