Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • cq-01
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (2)

Mais de mil garrafas de cervejas adulteradas são apreendidas em cidades da Serra

Eles compravam cervejas de valor inferior, trocavam os rótulos e tampas, e colocavam de marcas mais caras para, posteriormente, revender


Por Pablo Bierhals Publicado 27/11/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: SerraDraco / Divulgação

Dois homens foram presos por falsificação de cerveja em São Jorge e Paraí, na Serra gaúcha, após denúncias vindas de consumidores da região Norte do Rio Grande do Sul. As prisões ocorreram durante ação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Passo Fundo, na sexta-feira (24), com o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão nas cidades de Lagoa Vermelha, Paraí, Veranopólis, São Jorge e Guabijú.

A polícia apreendeu 1.032 garrafas de cervejas falsificadas com um dos presos. Outro mantinha 48 garrafas de cerveja falsificada e mais 1,2 mil garrafas vazias, mas que, pelo rótulo, foi possível verificar a falsificação. Também foram apreendidos R$ 25 mil.

Conforme o titular da Draco de Passo Fundo, Diogo Ferreira, as investigações começaram há cerca de quatro meses motivadas por denúncias na região Norte, e depois se estenderam para a Serra. Assim, foi possível mapear possíveis envolvidos nesse esquema. O delegado disse que eles compravam cervejas de valor inferior, trocavam os rótulos e tampas, e colocavam de marcas mais caras para, posteriormente, revender.

Os presos devem responder por crimes de relação de consumo, falsidade de material e, possivelmente, a crime contra a saúde pública. O delegado não soube informar se os homens seguem presos.


  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • cq-01
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (2)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494