Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • banner felice 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)

Homem que estuprou adolescente em Camaquã é condenado pela Justiça

Servidor Público foi preso em fevereiro deste ano após estuprar um adolescente de 16 anos, portador de deficiência intelectual, no banheiro de uma Praça


Por Redação Clic Camaquã Publicado 14/07/2022
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Servidor público estuprou adolescente
Servidor público estuprou adolescente na Praça Donário Lopes. Foto: Elias Bielaski

Nesta semana, a Justiça condenou um homem acusado de estuprar um adolescente no banheiro de uma Praça no Centro de Camaquã. O caso aconteceu em janeiro deste ano e desde então, o acusado estava detido.

O homem é um servidor público de 56 anos, que trabalhava como “guarda” da Praça Donário Lopes, próximo à Prefeitura de Camaquã. Em decisão judicial, ele foi condenado a oito anos e seis meses de prisão, inicialmente em regime fechado, pelo crime de estupro de vulnerável.

A condenação levou em conta diversos fatores apontados pelo inquérito, como a presença de sêmen na cueca da vítima e os relatos de diversas testemunhas. O acusado negou as acusações, afirmou que não havia notado que a vítima tinha algum problema mental e garantiu que o ato foi consensual. A vítima alegou o contrário.

Conforme a denúncia oferecida pelo promotor de Justiça Francisco Saldanha Lauenstein, o crime foi cometido no dia 19 de janeiro contra um adolescente de 16 anos, portador de deficiência intelectual.

O promotor relata que o Conselho Tutelar recebeu ligação de um posto de combustíveis informando que um adolescente havia sido estuprado. Uma conselheira tutelar se deslocou ao local e percebeu que o chão do banheiro do posto de gasolina estava sujo de sangue e se deparou com a vítima lavando as mãos.

Questionado, o menor – deficiente mental – disse ter sido chamado para entrar na guarita da praça e obrigado pelo guarda a fazer sexo. E que, naquele momento, estava se limpando no posto de combustível. O homem foi preso preventivamente e agora, seguirá preso de forma definitiva.

“Temos a confirmação de outras três vítimas. Então pedimos que pais e responsáveis que suspeitem de estupro de seus filhos na guarita do parque procurem o Ministério Público para que possamos responsabilizar o agressor por todos os crimes”, explica o promotor.

Assista o vídeo abaixo e relembre o caso:


  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)