Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • cq-01
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335

Estudo aponta crime organizado como responsável por oito de cada 10 homicídios em Porto Alegre 

O delegado Mario Souza, diretor do departamento, projeta que o número de homicídios, que cresceu entre 2021 e 2022, registre queda a partir de julho


Por Pablo Bierhals Publicado 02/08/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Tiago Felipe Baldasso/IGP/Divulgação

Um levantamento do Departamento de Homicídios da Capital revelou que, de cada 10 homicídios registrados em Porto Alegre no primeiro semestre de 2023, oito foram decorrentes do crime organizado. As outras duas seriam por motivações pessoais, em conflitos cotidianos.

Os dados do estudo, que utilizou métodos científicos, servem para direcionar operações, investigações e até mesmo verbas ou pessoal. Entre 1º de janeiro e 30 de junho, 134 homicídios dolosos ocorreram na cidade. 107 (79,85%) têm ligação com o crime organizado, principalmente ligado ao tráfico de drogas e armas. Outras 27 mortes (20,15%) tiveram motivação interpessoal.

Em outra pesquisa, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Porto Alegre é apontada como a capital mais violenta da região sul do país. O delegado Mario Souza, diretor do departamento, projeta que o número de homicídios, que cresceu entre 2021 e 2022, registre queda a partir de julho.

O mapeamento dos homicídios seguirá sendo realizado no segundo semestre. Não é descartada a possibilidade da estratégia ser estendida para toda região metropolitana no próximo ano.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • cq-01
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335