Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (2)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • cq-01
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)

Criança de dois anos é flagrada acorrentada em um pátio de casa em Porto Alegre

O caso ocorreu na última quarta-feira (20), quando uma pessoa ligou para o Conselho tutelar por uma suspeita de maus-tratos


Por Kathrein Silva Publicado 29/12/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Design sem nome – 2023-12-29T090553.373
Foto: arquivo pessoal

Na quarta-feira (20), o Conselho Tutelar recebeu uma ligação por uma suspeita de maus-tratos de uma mãe que deixava seu filhos, de dois anos, acorrentado no pátio de casa. O caso ocorreu em Sapiranga, Porto Alegre.

De acordo com a equipe de proteção, eles teriam recebido uma imagem em que mostrava a criança presa a uma corrente. De acordo com os conselheiros tutelares, a mulher, de 46 anos, teria se negado a permitir a entrada da equipe que se deslocou até o local.

Devido a negativa, a Brigada Militar fez uma nova tentativa de contato com a mulher para acessar a residência. Como não houve sinalização positiva, “a guarnição necessitou intervir para salvaguardar a integridade física”.

Após adentrar na casa, os membros do Conselho Tutelar, a criança estava no quarto mexendo no telefone. Quando mostraram a imagem à mãe, esta teria admitido a prática.

“Ela disse que foi no intuito de educá-lo, puni-lo. Ele comia a ração do cachorro e ela queria provar que ele não era um cachorro”, relatou o conselheiro tutelar Vanderlei Araújo. O mesmo teria dito também que a criança tinha marcas aparentes nas costas.

A mulher foi encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para avaliação médica e depois para a delegacia para registro de ocorrência. A criança também passou por exames e em um primeiro momento, ele foi levado para a avó paterna. Agora, a guarda do menino está com o pai.

A Polícia Civil informou que foi instaurado um procedimento para apuração da conduta da mãe da criança.


  • cq-01
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (2)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111