Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • banner felice 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335

Guaíba ultrapassa cota histórica de inundação

A cota de 4,77 metros foi registrada na noite desta sexta-feira (3), ultrapassando a cota histórica de 4,76 metros registrada em 1941


Por Pablo Bierhals Publicado 03/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Urgente/Clic Camaquã

A cota de 4,77 metros foi confirmada às 22h desta sexta-feira (3), na régua da Usina do Gasômetro, ultrapassando os 4,76 metros da maior enchente da história registrada até então em Porto Alegre, em 1941. Há previsão de que a cota ultrapasse os 5 metros ao longo deste sábado (5), conforme alertas de autoridades e especialistas.

A cheia do Guaíba é resultado do grande volume de chuvas que atinge o Rio Grande do Sul nesta semana. Até o último boletim da Defesa Civil, divulgado às 18h, 39 mortes haviam sido registradas no estado, sendo a maioria na Serra e nos Vales. Além disso, 68 pessoas estão desaparecidas e mais de 30 mil precisaram deixar suas casas.

Ainda segundo o boletim, 265 municípios gaúchos são afetados. Na capital, além dos alagamentos no Centro, a sexta-feira foi marcada pelo rompimento de uma comporta na Avenida Sertório, que fez com que as águas do Guaíba invadissem áreas do 4° Distrito.

A proteção da Mauá (Muro da Mauá) foi projetada para suportar uma cota de até 6 metros. De acordo com o professor do Instituto de Pesquisa Hidráulicas (IPH) da UFRGS, Fernando Mainardi Fan, o risco de um rompimento é baixo, embora seja a primeira vez que o sistema esteja sujeito a essa pressão.

A Defesa Civil já emitiu alertas e orientou a evacuação de áreas de maiores riscos em Porto Alegre e Eldorado do Sul.

Clique aqui para acessar os alertas da Defesa Civil RS.

Screenshot_20240503-2212432

  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • banner felice 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494