Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • 970×90 (3)

Termômetros ultrapassaram 60ºC no gramado do Passo D’Areia


Por Redação Clic Camaquã Publicado 20/01/2014
Ouvir: 00:00

Os termômetros chegaram a ultrapassar 60ºC de temperatura no gramado sintético do Estádio Passo D’Areia, durante a partida entre São José e Grêmio, que terminou com derrota tricolor por 1 a 0, neste domingo, na estreia no Gauchão (assista aos melhores lances). E foi assim, no calor incomum, que os jogadores gremistas reclamaram de queimaduras nos pés. O lateral-direito Tinga, por exemplo, mal conseguia pisar no campo no segundo tempo, mas ficara pelo limite de alterações. O técnico Marcelo Mabília ainda declarou que outros atletas, como o volante Matheus Biteco, também reclamaram de bolhas. De acordo com a Rádio Gaúcha, apenas três não sofreram danos: o zagueiro Rafael Thyere,o lateral-esquerdo Breno e o volante Jeferson.

A derrota, para o treinador, passou pelo calor e pelo tipo de piso da casa adversária. Não é possível colocar o revés somente na conta desses fatores, admite ele. O São José foi superior. Mas o desconforto dos atletas foi notável para o comandante.

Antes da partida e durante as paradas técnicas – foram três no jogo – os jogadores do São José molhavam os pés dentro de baldes com gelo. O Grêmio não adotou a mesma prática. O lateral Tinga, cuja situação era a mais grave, declarou que foi preciso ter garra para permanecer em campo.


  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494