Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111

Alemanha faz protesto inédito na Copa do Catar: “direitos humanos são inegociáveis”

Jogadores alemães protestaram contra a falta de direitos humanos do país sede do Mundial; Alemanha se opõe à proibição de símbolos LBGT+ no torneio


Por Redação Clic Camaquã Publicado 23/11/2022
Ouvir: 00:00
Jogadores da Alemanha realizam protesto no Catar. Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP)

Estreando na Copa do Mundo 2022 nesta quarta-feira (23), a Alemanha voltou a se manifestar contra as decisões do Catar. Momentos antes de iniciar a partida contra o Japão, a seleção europeia posou para uma foto de equipe e, com as mãos nas bocas, os jogadores alemães protestaram contra a falta de direitos humanos do país sede do Mundial.

A decisão do país europeu acontece após o Catar proibir que capitães usassem a braçadeira com as cores da bandeira LGBTQIA+, além dos dizeres ‘One Love’, durante a passagem pelo Mundial.

“Queríamos usar a nossa braçadeira de capitão para nos posicionarmos sobre os valores que defendemos na seleção da Alemanha: diversidade e respeito mútuo. Não se trata de uma mensagem política: os direitos humanos não são negociáveis”diz tweet da confederação alemã

Antes da bola rolar, um dos árbitros assistentes foi conferir a braçadeira de capitão usada pelo goleiro alemão, Manuel Neuer. A FIFA ameaçou punir os atletas com a faixa do One Love com cartão amarelo.

Foto: Ina Fassbender/ AFP / Reprodução

Ministra alemã usa faixa

Por outro lado, uma autoridade alemã fez questão de utilizar a faixa LGBT+. A ministra do Interior da Alemanha, Nancy Faeser, publicou foto nas redes sociais vestindo o adereço, ao assistir à derrota da tetracampeã do mundo.

Foto: Reprodução/Instagram

  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • clarão—970×90