Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • banner felice 2

Desabastecimento de água ainda afeta 340 mil imóveis em 15 municípios, segundo companhia

A companhia anunciou também a isenção da conta de água por dois meses, maio e junho, para os imóveis que sofreram alagamentos. Além disso, os clientes que contam com tarifa social não pagarão a conta por seis meses


Por Kathrein Silva Publicado 11/05/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Governo do RS promove audiência pública sobre privatização da Corsan
Foto: divulgação

A Corsan fez um levantamento na noite desta sexta-feira (10) onde constam que 340 mil imóveis em 15 municípios estão com desabastecimento de água. O último levantamento apontavam 385 mil imóveis em 32 cidades.

Em oito municípios (sete da região Metropolitana e em Cruzeiro do Sul, no Vale do Taquari), a principal causa da falta de água é o comprometimento nas estações de captação pelos alagamentos.

A companhia anunciou também a isenção da conta de água por dois meses, maio e junho, para os imóveis que sofreram alagamentos. Além disso, os clientes que contam com tarifa social não pagarão a conta por seis meses.

Confira as condições de abastecimento nas regiões mais afetadas:

Metropolitana

São 302 mil imóveis sem água em 7 cidades. No final da manhã, a estação de captação que atende o sistema Alvorada-Viamão, um dos severamente atingidos pelas cheias, voltou a operar com metade da sua capacidade, mandando água para a estação de tratamento. A estimativa é de que a retomada plena do abastecimento aconteça até a noite desta segunda-feira (13).

Para atender o sistema Esteio-Sapucaia – que segue com as estações de captação e tratamento inundadas, impossibilitando qualquer intervenção nos locais – estão sendo construídos 3 quilômetros de adutora e mobilizadas cinco Estações de Tratamento Móvel que ajudarão a minimizar os efeitos do desabastecimento até que as estruturas fixas da Corsan possam ser reparadas.

O sistema Cachoeirinha-Gravataí está operando em 80% de sua capacidade. As três captações de água bruta – Rio das Garças, junto à ETA Rio Branco e na Lagoa – estão inundadas. As bombas na captação da Lagoa estão sendo substituídas a fim de alcançar a vazão necessária para normalizar o abastecimento em Cachoeirinha. Para atender as localidades ainda desabastecidas na cidade, a Companhia atua, emergencialmente, com 4 caminhões-pipa e 6 reservatórios. Até esta noite o sistema de produção de água deve operar na capacidade total e o abastecimento dos imóveis será gradual até a noite desta segunda (13).

Em Canoas, a segunda bomba instalada na captação da ETA Niterói está operando, aumentando a vazão para a estação de tratamento. No município, o abastecimento acontece, gradualmente, para cerca de 80% da população. Dois dos 10 poços previstos já foram perfurados e estão operando. Dois geradores fornecem energia para a captação e bombeamento da água da estação Rio Branco.

Nordeste (Vale do Taquari e Serra)
O desabastecimento afeta 7 mil famílias de Cruzeiro do Sul, Encantado, Estrela e Lajeado, que estão com os sistemas de abastecimento em recuperação. Para acelerar o fornecimento de água em Cruzeiro do Sul – que teve as redes levadas pela enchente – como parte do plano de contingência a Corsan está perfurando dois poços artesianos. O atendimento à população também está sendo feito por meio de 3 caminhões-pipa e 2 reservatórios.

Central (Região de Santa Maria)
A água está retornando, gradualmente, aos municípios mais atingidos da região. Atualmente são 29 mil imóveis com desabastecimento em 4 cidades – Cachoeira do Sul, Rio Pardo, Santa Cruz e Santa Maria.

Vale dos Sinos
Em General Câmara, a operação da estação de tratamento foi retomada após restabelecimento da energia elétrica. O fornecimento de água acontece gradualmente, com previsão de normalizar à noite. Dois caminhões-pipa e dois reservatórios atendem, emergencialmente, a população desabastecida.

Monitoramento das barragens
Foi declarado, nesta sexta-feira (10), o encerramento do estado de emergência das barragens São Miguel e Barracão, em Bento Gonçalves. A decisão aconteceu com base no monitoramento e na inspeção realizados pela companhia em conformidade com os procedimentos previstos no Plano Nacional de Segurança das Barragens. A Defesa Civil já foi comunicada e as famílias que haviam sido retiradas das regiões de risco, já podem retornar às suas residências. Mesmo considerando a quantidade de chuvas previstas para os próximos dias, não há risco de rompimento.


  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)