Educação e Cultura

EXCLUSIVA: Conheça o quadrinista camaquense premiado internacionalmente

Quadrinista João Eddie, natural de Camaquã, é reconhecido em diversos países pelo seu talento excepcional na criação de histórias em quadrinhos; assista
Por: Elias Bielaski | Publicado: 09/07/2021 às 15:58 | Alterado: 16/07/2021 às 23:02
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã
Foto: Igor Garcia / Clic Camaquã

Se você nasceu nos anos 70, 80 ou 90, com certeza já leu ou viu um gibi, descrição popular no Rio Grande do Sul das histórias em quadrinho, uma forma de arte que conjuga texto e imagens com o objetivo de narrar histórias dos mais variados géneros e estilos. Turma da Mônica, Tio Patinhas, Tex... são vários os exemplos de história de quadrinhos que fizeram parte da infância e até mesmo da vida adulta de muitas pessoas. 

Quer ganhar um rancho do Krolow? Clique aqui!

Hoje, vamos contar a história de um artista camaquense que trabalha com uma arte muito semelhante: os mangás. O mangá ou manga, é a palavra usada para designar história em quadrinhos feita no estilo japonês. 

Apesar de não dominar a preferência da população no Brasil, os mangás tem ganhado cada vez mais espaço no mercado. E em Camaquã, existe um artista em plena ascensão no gênero.

João Eddie, de 34 anos, é um quadrinista profissional, com um grande de número de obras já publicadas e com diversos prêmios recebidos por estas obras.

Na última semana, ele concedeu entrevista exclusiva ao repórter Igor Garcia e falou sobre sua carreira como quadrinista profissional.

Quer ganhar uma pizza Frazione? Clique aqui!

Eddie contou que iniciou na prática em 2010, quando começou a publicar seus desenhos nas redes sociais e percebeu que poderia ter um futuro na arte. Assista:

Premiado pela Unesco

A obra "Invisible", produzida pelo artista, foi premiada no concurso Silent Manga Auditionnas categorias "Grand-Prix Runner Up" e "Unesco Award".

O artista contou que a 13ª edição do concurso trabalha com o tema “Juntos pela paz”, e após a vitória, terá distribuição gratuita nas escolas da Tailândia.

Baixe agora o aplicativo da ClicRádio.

O projeto “Together 4 Peace” destaca importância da educação, comunicação, empatia, cooperação e direitos humanos para ajudar a pavimentar o caminho para a paz global.

Reconhecimento internacional

Na entrevista, João contou detalhes sobre todos os prêmios recebidos e sobre todas as obras publicadas. Ele contou sobre os convites para participar de intercâmbios em parceria com empresas que tinham a intenção, inclusive, de levar o artista camaquense para residir no continente Asiático.

"Quando eu comecei a desenhar em um papel simples, em uma mesa simples, eu não imaginei que eu fosse ter um alcance tão grande"

O artista abriu as portas do seu estúdio, que também é sua biblioteca de mangás, com diversas obras suas e de outros autores. Ele mostrou um pouco do cantinho em que faz seus desenhos, feitos com papel, lápis e caneta, além de uma mesa digitalizadora, também conquistada através de uma premiação.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

"É impressionante o que a gente pode conseguir e alcançar quando a gente faz alguma coisa que a gente ama de verdade"
deixe seu comentário