Variedades

O que é a dark web: a parte mais obscura da Internet

Considerada uma parte "invisível" na rede mundial de computadores, acesso só pode ser feito com navegador de anonimato e configurações especiais
Publicado: 20/04/2021 às 16:37 | Alterado: 27/04/2021 às 18:25 | Fonte: Vinícius Mendes
Foto: Glenn Carsterns Peterson/Unsplash
Foto: Glenn Carsterns Peterson/Unsplash

A dark web é uma parte da Internet que não é indexada pelos motores de busca. Você, sem dúvida, já ouviu falar da “dark web” em ações que envolvam investigações criminosas dos mais variados tipos. Via de regra, a associação não está completamente errada. Segundo os pesquisadores Daniel Moore e Thomas Rid, do King's College, em Londres, classificaram o conteúdo de 2.723 sites dark ao vivo em um período de cinco semanas em 2015 e descobriram que 57% hospedam material ilícito. 

Um estudo de 2019, conduzido pelo Dr. Michael McGuires, da Universidade de Surrey, mostra que a situação não melhorou após quatro anos de intensas movimentações no mundo subterrâneo da internet. O estudo mostrou que quase 70% do material produzido por sites hospedados na deep web era ilegal, envolvendo comércio ilegal de armas, tráfico de drogas e prostituição infantil. 

Na dark web você pode comprar números de cartão de crédito, todos os tipos de drogas, armas, dinheiro falsificado, credenciais de assinatura roubadas, contas Netflix hackeadas e software que podem facilitar a invasão de computadores de outras pessoas, por exemplo. Mas nem tudo é ilegal, a dark web também tem um lado legítimo. Por exemplo: você pode ingressar em um clube de xadrez ou BlackBook, uma rede social descrita como “o Facebook do Tor”. 

Muitas vezes, o acesso à dark web é feito por meio de ferramentas de VPN, que mudam a codificação do navegador ou permitem que o usuário entre de forma anônima, segundo o Vpnoverview. As VPN's escondem seus rastros na internet e servem para dar mais segurança durante a navegabilidade. Se você estiver entrando em sites suspeitos, fazer isso com uma VPN é fundamental na proteção dos seus dados.

É preciso explicar a diferença entre dois termos que se confundem quando o assunto é a internet: “deep web” e “dark web”. Deep web refere-se a qualquer coisa na internet que não seja indexada e, portanto, acessível por meio de um mecanismo de busca como o Google. O conteúdo da web profunda inclui qualquer coisa atrás de um acesso pago ou requer credenciais de login. Também inclui qualquer conteúdo que seus proprietários tenham bloqueado a indexação dos rastreadores da web.

Registros médicos, conteúdo baseado em taxas, sites de membros e páginas da web corporativas confidenciais são apenas alguns exemplos do que constitui a deep web. As estimativas colocam o tamanho da deep web entre 96% e 99% da internet. Apenas uma pequena parte da Internet pode ser acessada por meio de um navegador padrão - geralmente conhecido como “web limpa”.

A dark web é um subconjunto da deep web que é intencionalmente oculto, exigindo um navegador específico - Tor - para ser acessado. Ninguém sabe ao certo o tamanho da dark web, mas a maioria das estimativas a coloca em cerca de 5% do total da internet. 

O acesso à dark web requer o uso de um navegador de anonimato chamado Tor. O navegador Tor roteia suas solicitações de página da web por meio de uma série de servidores proxy operados por milhares de voluntários em todo o mundo, tornando seu endereço IP não identificável e indetectável. O resultado é uma experiência imprevisível e pouco confiável em grande parte dos casos.

A dark web floresceu graças ao bitcoin, a cripto-moeda que permite que duas partes realizem uma transação confiável sem conhecer a identidade uma da outra. 

Quase todos os sites de comércio obscuro da web conduzem transações em bitcoin. Mas isso não significa que seja seguro fazer negócios lá. O anonimato inerente ao lugar atrai golpistas e ladrões. Bom, isso não é novidade quando o assunto são armas e drogas. 

Os sites dark de comércio da web têm os mesmos recursos de qualquer operação de varejo eletrônico, incluindo classificações/avaliações, carrinhos de compras e fóruns, mas existem diferenças importantes. Um é o controle de qualidade.

 Quando compradores e vendedores são anônimos, a credibilidade de qualquer sistema de classificação é duvidosa. As classificações são facilmente manipuladas, e até mesmo os vendedores com longo histórico são conhecidos por desaparecer repentinamente com as criptomoedas de seus clientes, apenas para abrirem a loja mais tarde com um pseudônimo diferente.