Educação e Cultura

"Uma escola sem estudantes perde o que há de principal", afirma diretor do IFSul

Diretor da unidade de Camaquã falou sobre novidades que estão sendo preparadas para os alunos em 2021
19/02/2021 - 14h:52min - Fonte:

Na manhã desta sexta-feira, 19 de fevereiro, o programa Bom Dia Camaquã recebeu Tales Amorim, diretor da unidade de Camaquã do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul). No estúdio da ClicRádio, Amorim falou sobre a atuação dos servidores neste começo de ano e sobre as novidades que estão sendo preparadas para os alunos.

Baixe o aplicativo da ClicRádio e concorra a prêmios toda sexta.

A unidade recebeu duas importantes obras durante as últimas semanas. Foram finalizadas as obras de instalação de sistema de placas solares e das obras de acessibilidade para deficientes visuais.

Segundo Tales, as placas solares irão permitir, além da geração de energia sustentável, uma economia significativa no orçamento do câmpus e a consequente realocação de recursos financeiros em outras ações.

Já as obras de acessibilidade tem caráter vital para o deslocamento mais autônomo de pessoas com esta barreira e coerente com uma escola que busca constantemente a inclusão. O diretor destacou que as obras de acessibilidade certamente serão o primeiro fator notado com o retorno dos alunos, já que o piso tátil foi distribuído por todo o campus.

Clique aqui e receba as notícias de Camaquã e região no seu celular.

Outra novidade trazida por Tales foi a inauguração do décimo sétimo laboratório do Campus, que contava com dez laboratórios de informática, um de física, um de biologia e quatro de química, e agora também conta com um laboratório de matemática.

Acompanhe a entrevista completa:

deixe seu comentário