Esporte

Com gols de Nico López e Pedro Lucas, Inter vence o Juventude por 2 a 1

Com o resultado, time colorado assume o quarto lugar no Gauchão
10/02/2019 - 23h:37min - Fonte: Gaúcha ZH

Sem D'Alessandro, sem problemas. Com boas atuações de Nico López, no primeiro tempo, e de Neilton, comandando o time na segunda etapa, o Inter bateu o Juventude por 2 a 1, no Estádio Alfredo Jaconi. O camisa 10 foi poupado, e o Inter de Pottker, Nico e Neilton ganhou em velocidade. 

Mesmo iniciando na reserva de Tréllez, Pedro Lucas marcou o seu primeiro gol como profissional, enquanto que a partida ficou marcada pela confusão iniciada pelo treinador do Juventude, Luiz Carlos Winck, e que acabou com as expulsões de Nico e de Sallinas. No próximo domingo (17), o Inter receberá o Caxias, no Beira-Rio.

 

Antes de a partida começar, os jogadores dos dois times homenagearam as vítimas do incêndio no Ninho do Urubu com um minuto de silêncio. Os atletas do Inter atuaram com uma faixa de luto no braço, com os dizeres #ForçaFlamengo

Veja a tabela do Gauchão

Com um começo de jogo muito disputado, em determinado momento, Rodrigo Dourado perdeu a bola na ponta esquerda, o Juventude atravessou o campo em contra-ataque , e Bruno Camilo só não marcou o gol porque a bola passou à direita. Depois, foi a vez de Vidal perde a bola na frente da área, Nico recebeu, invadiu e bateu em cima do goleiro adversário. Em seguida, o Inter teve mais uma chance. Tréllez recebeu cruzamento na área e, com grande inabilidade, deu de joelho, para fora. 

Relembre como foi o jogo no Alfredo Jaconi

Na retomada do jogo, com os ânimos mais calmos, as jogadas ríspidas ficaram de lado. No segundo tempo, Neilton passou a se destacar. Mais confiante, o ex-Santos assumiu o ataque, a partir da ausência de Nico López. Superior em campo, o Inter começou a perder chances de ampliar. Após boa jogada de Pottker, Iago furou em bola na pequena área e com o goleiro já fora da jogada. 

Aos 17 minutos, Tréllez foi substituído por Pedro Lucas. O Juventude reagiu com Bruno Camilo, que bateu a gol, no ângulo, mas viu Marcelo Lomba salvar a escanteio. Aos 29, Neilton fez uma grande jogada, entrou a dribles na área, deixou o goleiro sentado, e cruzou para a entrada da pequena área, onde estava Pedro Lucas. Resultado: Inter 2 a 0. 

 Depois do primeiro gol de Pedro Lucas como profissional, o Inter tratou de administrar o jogo e, assim, obter a sua segunda vitória seguida no Gauchão. Ao final, já nos acréscimos, Dalberto descontou para o Juventude: 2 a 1.

Ficha técnica

Gauchão — 6ª rodada — 10/2/2019

Juventude: Marcelo Carné (Raul, 34'/2°); Vidal, Genílson, Victor Sallinas (V), Eltinho; Rafael Jataí (Valentin, 17'/2°), Aprile, Breno, Bruno Camilo, Dalberto; Braian Rodríguez,
Técnico: Luiz Carlos Winck

Inter: Marcelo Lomba; Zeca Rodrigo Moledo (A), Víctor Cuesta, Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Neilton (Parede, 44'/2°), Nico López (V), William Pottker (Patrick, 35'/2°); Santiago Tréllez (Pedro Lucas, 17'/2°)
Técnico: Odair Hellmann

Gols: Nico López (I), aos 18min do 1º tempo e Pedro Lucas (I), aos 29min e Dalberto (J), 45min do 2° tempo

Renda: R$ 243.240

Público: 6.515 (com 5.999 pagantes)

Arbitragem: Vinicius Amaral, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e Gustavo Schier 

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

Próximo jogo

Gauchão
Inter x Caxias, 19h
Domingo, 17/2
Beira-Rio

 

O Inter recém havia escapado de levar um gol de Braian Rodríguez, quando Edenilson conduziu a bola na intermediária, ergueu a cabeça, viu Nico López invadindo a área cercado por dois marcadores, e levantou a bola na direção do uruguaio, que pegou de primeira, de canhota, um golaço. O seu 34º pelo Inter - na história dos artilheiros gringos colorados, está atrás apenas dos argentinos José Villalba e de D'Alessandro, além do uruguaio Ruben Paz. 

Com o 1 a 0 no placar, o Inter tratou de ter mais a bola nos pés. O Juventude buscava a reação em casa. Braian Rodríguez foi derrubado por Víctor Cuesta, mas o árbitro não apitou o pênalti. Sem D'Alessandro, poupado para as próximas rodadas, foi Nico e Neilton que se revezaram na faixa de campo do argentino. E o Inter não sentiu falta do 10, com o time atacando em velocidade, mas, como não poderia deixar de ser, sem cadenciar o jogo.

O jogo era bem disputado até que, aos 43 minutos, o ex-capitão e ídolo colorado Luiz Carlos Winck teve uma atitude antidesportiva, que foi o estopim de uma confusão generalizada. Pottker correu para a frente da casamata do Juventude, a fim de buscar a bola e cobrar o lateral — enquanto o goleiro estava fora do gol. Mas o técnico do Juventude jogou a bola para trás, além de dar um encontrão no atacante, impedindo a sua passagem. 

Ato contínuo, Pottker empurrou Winck e seu auxiliar, e correu para dentro da casamata, a fim de buscar a bola. Foi cercado por jogadores e integrantes da comissão técnica do Juventude, e por pouco não apanhou. Os demais jogadores do Inter correram para acudir o camisa 99, quando Nico López e o zagueiro Victor Sallinas trocaram socos e foram expulsos. Juntos com Luiz Carlos Winck. 

deixe seu comentário