Saúde e Bem Estar

Olheiras: Causas e Prevenção

As olheiras podem ser de origem genética, mas também existem aquelas causadas por alterações na vascularização da região das pálpebras
28/12/2018 - 14h:51min - Fonte:

As olheiras, cientificamente chamadas de hiperpigmentação periorbital, são caracterizadas pelo escurecimento e inchaço da parte inferior dos olhos, que confere um ar de cansado ao indivíduo. Estas alterações acontecem devido ao aumento de melanina e a alterações nos pequenos vasinhos que irrigam esta região, mas que podem ser causadas também por noites mal dormidas e excesso de sol, por exemplo.

As olheiras podem ser de origem genética, mas também existem aquelas causadas por alterações na vascularização da região das pálpebras. "Há uma tendência para o depósito de melanina na área abaixo dos olhos e, como a pele é fina, o escurecimento é rápido e aparente". Confira as principais causas para olheiras:

Genética – esse é o fator mais comum, principalmente entre os descendentes de árabes e latinos. As pessoas de pele morena tendem a apresentar mais pigmentação na região das pálpebras.

Vascularização – alguns fatores estimulam o fluxo sanguíneo e dilatam os vasos da região, como fumo, bebida em excesso, privação de sono, estresse, alergia, período da menstruação, má alimentação, etc. Vale lembrar que a pele ao redor dos olhos é vinte vezes mais fina que a do resto do corpo, o que justifica a maior transparência diante dessas situações.

Pele fina – com o avanço da idade, a pele fica mais fina, o que pode transparecer os vasinhos da região. Se juntar com os aspectos descritos acima, quando há uma congestão dos vasos, a tonalidade arroxeada fica ainda mais aparente.

Flacidez – surge com a perda de colágeno na região, além do aparecimento de bolsas profundas ou sulcos palpebrais, quando a pessoa acumula líquido ou gordura abaixo dos olhos.

Deposição de pigmento – as manchas surgem pelo excesso de melanina na região. Esse fator pode estar diretamente ligado com a hereditariedade.

O tratamento para olheiras pode ser feito com cremes próprios e descanso, porém, em alguns casos é necessário utilizar uma combinação de tratamentos, como peelings ecarboxiterapia, para alcançar resultados satisfatórios e duradouros.  A aplicação de CO2 nas olheiras, melhora a circulação sanguínea da região, aumentando a produção de colágeno que rejuvenesce a pele e reduz o escurecimento das olheiras. São necessárias pelo menos 3 sessões mensais.

Existem também excelentes cremes que podem ser usados até duas vezes ao dia. Informe-se 

Dra Andrezza Wolowski Ribeiro
Biomédica - CRBM 0463
https://www.facebook.com/andrezza.wolowskiribeiro
www.andrezzawr.com.br

(51) - 981440140

deixe seu comentário