Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494

Badesul saqueado


Por Redação Clic Camaquã Publicado 20/08/2018
Ouvir: 00:00

Não cessa a imprensa brasileira, desde o tempo do “mensalão” notícias de casos de corrupção que assolam o País. A nação vê desde aquela época (2006) incansáveis buscas e procuras de provas que demonstrem a insanidade administrativa que deixou o Brasil na penúria.

De País em desenvolvimento estamos regredindo para a pobreza emergente. Aumenta o desemprego. Aumenta a miséria. Aumentam as disparidades sociais que mostraram, como no Jornal Nacional da última terça feira, a precariedade de moradias paupérrimas nos arredores de São Paulo, e o estudo que aponta que mais de 60% das crianças brasileiras vivem em condições subumanas. Até sem escola e sem brincar.

Enquanto isso o desatino e o descuidado, para não dizer desrespeito, de setores da administração pública saqueiam cofres de Bancos públicos. Especialmente bancos de fomentos. Destinados em impulsionar o desenvolvimento.

Já existem inúmeros casos apurados que apontam para o saque aos cofres do BNDES nos últimos anos. Especialmente a partir de 2003, até recentemente. Distribuindo empréstimos para os afilhados de governantes.

Pois bem, como se isso não bastasse o nosso Banco do sul do País, mais precisamente o BADESUL não passou no exame de suas contas, durante o governo anterior do Estado, sob comando do pior gestor do Rio Grande do Sul: Tarso Genro.Durante o “governicho” do mesmo, o BADESUL teve desempenho condenável. Milhares e milhões de reais foram emprestados para empresas com garantias sem qualquer solidez. Tudo isso foi noticiado durante a semana anterior pela ZH. Tenho-as disponíveis para quem quiser ler e verificar os nomes dos diretores envolvidos.

No jornal ZH chega a constar que, até mesmo uma empresa já desativada conseguiu levantar um financiamento de milhares de reais, com garantias sem qualquer consistência. E, exatamente, durante o governo do incompetente citado. O qual, aliás, também foi péssimo Ministro da Justiça. Durante cujo tempo registra a glória de ter consolidado asilo político a um notório assassino italiano: Cesare Battisti.

No Ministério da Justiça foi o criador do piso nacional para professores. Até aí, uma boa. Afinal, professores merecem receber salário digno. Entretanto, depois da desastrosa passagem naquele Ministério o que o indigitado ex-governador fez foi não pagar o piso aos professores durante seu governo. Até discutiu na Justiça. Ao final do mandato, derrotado por quase 2/3 do eleitorado, consolidou o piso, deixando-o para seu sucessor pagar. Dois pesos e duas medidas. Próprio dos inconseqüentes políticos.


  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • globalway (1)