Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)

Copa Santa Auta de Futebol Sete – Uma História de Campeões – Edição 16 – 2007


Por Redação Clic Camaquã Publicado 18/06/2021
Ouvir: 00:00

O encerramento da Edição de número 16 da Copa Santa Auta/Afubra, ocorreu num domingo, 21 de outubro de 2007 com um extraordinário público presente no Campo do Santos. Chester e São Luiz foram os finalistas da Força Livre e o Rubro Negro da Baixada conquistou o Hexa Campeonato, totalizando 8 finais em 16 possíveis. A competição teve a organização da Prefeitura de Camaquã, através da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto com apoio master da Afubra. Os jogos foram realizados no Campo do Santos, em Santa Auta.

O São Luiz abriu o placar aos 8 minutos da segunda etapa, através do ala Abel. O Chester passou a pressionar de todas as formas, mas o gol teimava em não acontecer. Ao apagar das luzes, Nenê levantou a bola na área, Leco deu um leve desvio e Willian estava marcando o gol de cabeça, mas Geovane desviou com a mão e o árbitro Edson Pilger, que estava junto a trave, marcou o pênalti. O volante Leco, que substituía o craque Paulinho Camaquã, que lesionado, sequer foi para o jogo, cobrou com muita categoria e levou a decisão para a prorrogação. 

O jovem Waguinho, que ingressou no jogo durante o decorrer da segunda etapa, por opção do técnico Celinho, permaneceu também na prorrogação e logo nos primeiros minutos, recebeu lançamento do fixo Willian, entrou pelo lado esquerdo e após livrar-se da marcação do defensor Geovane, chutou de perna esquerda para marcar o gol do título. 

Foram disputados 79 jogos com 221 gols marcados. A defesa menos vazada ficou com o Cerro Negro que sofreu 06 gols. O ataque mais positivo foi da Juve com 26 gols marcados. O artilheiro da competição foi o atacante Kirela (Santa Marta) com 11 gols. A arbitragem ficou à cargo de Edson Pilger, Evandro Nicolau e Fernando Quaresma, todos supervisionados pelo chefe José Moacir Jung. Os mesários foram José Edison Tavares, o nosso querido Cardeal e o glorioso Jefferson Blumberg.

Pelo Infantil, o PED conquistou o título ao vencer o Super Ritter por 1 a 0. Pelo Feminino, o título ficou com o Juventude que venceu o Centenário por 2 a 0. Pela Categoria Veteranos, o Amigos Gremistas venceu a Chuvisca por 2 a 1 e ficou com o título.

A Seleção da Força Livre ficou formada por: Maurício (Chester), Ricardinho (São Luiz), Alcione (Santa Marta), Abel (São Luiz), Bicudo (São Luiz), Bigorna (Juve) e Kirela (Santa Marta). O melhor Técnico ficou com o Celinho (Chester). O técnico Revelação foi Ederaldo Thurow (Mercado Guadalajara). Já o melhor Dirigente ficou com Levi Barbosa (Chester).

Já a Seleção do Veterano teve os seguintes atletas: Milton (Amigos Gremistas), Karú (Amigos Gremistas), Santos (Chuvisca), Ataíde (Sindicato), Hélio (Chuvisca) e Marquito (Mercado Backaus). O melhor Técnico foi o saudoso Maffini (Amigos Gremistas). 

A Seleção do Feminino foi composta pela: Inês (Juventude), Berenice (Centenário), Valdirene (Ajub), Ivone (Juventude), Juliana (Centenário), Ariane (Juventude) e Márcia (Juventude). O melhor Técnico foi o Ernande (Juventude). O melhor Dirigente ficou com Vorni Laguna (Centenário). 

E finalmente a Seleção pelo Infantil foi formada pelos seguintes atletas: Jonathan (PED), Moreno (PED), Foguinho (Super Ritter), Jean (PED), Lalau (Fragata), Renan (PED) e Joel (Super Ritter). Os Técnicos Marcelo Rosa (PED) e Moraes (Super Ritter) foram eleitos os melhores da competição. 

Todos os Campeões

  • 01 – 1992 – Armélio Wingert – Campeão 
  • 02 – 1993 – Juventude – Campeão
  • 03 – 1994 – Avenida – Campeão
  • 04 – 1995 – Cruzeiro – Campeão
  • 05 – 1996 – 7 de Setembro – Campeão
  • 06 – 1997 – Chester – Campeão 
  • 07 – 1998 – Chester – Bi Campeão
  • 08 – 1999 – São Marcos – Campeão
  • 09 – 2000 – Chester – Tri Campeão 
  • 10 – 2001 – Chipekão – Campeão 
  • 11 – 2002 – Chipekão – Bi Campeão 
  • 12 – 2003 – Santa Rita – Campeão 
  • 13 – 2004 – Chester – Tetra Campeão 
  • 14 – 2005 – Chester – Penta Campeão 
  • 15 – 2006 – Santa Rita – Bi Campeão 
  • 16 – 2007 – Chester – Hexa Campeão 

Na próxima coluna estarei destacando tudo sobre a realização da edição de número 17, realizada no ano de 2008.


  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)