Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Copa Santa Auta de Futebol Sete – Uma História de Campeões – Capítulo 04


Por Redação Clic Camaquã Publicado 26/03/2021
Ouvir: 00:00

Entramos no ano de 1995 e com isso atingimos a Edição de número 04 pela Copa Santa Auta de Futebol Sete. A competição mais uma vez teve sua disputa no Campo do Santos, em Santa Auta e com a organização da Prefeitura de Camaquã, através da Secretaria Municipal de Turismo e Desporto em parceria com a Liga Camaquense de Futebol Sete. Tudo sob o comando dos saudosos Adroaldo Claro e José Júlio de Oliveira, um dos grandes responsáveis pelo crescimento da modalidade na época.

A final da Força Livre foi entre Cruzeiro e Chester, o primeiro representando o futebol do Interior e o segundo o futebol da Cidade. O trio de arbitragem foi composto pelos saudosos Clóvis Bagé Costa (In Memorian), Ozi Cardoso (In Memorian) e Erni Jacobsen, tendo como mesário o nosso sempre querido José Edison Tavares (In Memorian), o popular Cardeal.

As duas equipes entraram em campo num domingo, dia 6 de agosto, sob baixa temperatura, mas novamente com uma grande presença de torcedores. O tempo normal foi muito equilibrado e encerrou com o placar de 1 a 1. Naquele ano, a prorrogação encerrava no seu tempo estipulado ou imediatamente após uma das equipes marcar um gol. Era o chamado gol de Ouro e ele aconteceu através do artilheiro e matador Volmir Tessmann, resultando no título inédito ao Cruzeiro, representante de Santa Auta.

O Cruzeiro entrou em campo com Gilmar, Ary, Valdonir, Arlindo, Alcindo, Volmir Tessmann e Rogério. Já o Chester começou o jogo com João, Émerson, Xaverinho, Alessandro, Crocodilo, Satiel e Robe (In Memorian). O certame registrou a disputa de 67 jogos com a marcação de 208 gols. A defesa menos vazada ficou com o Cruzeiro que sofreu apenas 9 gols. O ataque mais positivo também foi do Cruzeiro com 35 gols marcados. E para finalizar com chave de Ouro aquela edição, o artilheiro da competição foi o atacante Volmir Tessmann (Cruzeiro) com 17 gols.

Tivemos também o Chester conquistando o título pelo Mirim, após a vitória de 2 a 1 sobre o Universal, o Joams pelo Feminino com a vitória sobre o Querência por 2 a 1 e o Juventude pelo Veterano com a vitória de 6 a 1 sobre o Primos.
Todos os Campeões
01 – 1992 – Armélio Wingert – Campeão
02 – 1993 – Juventude – Campeão
03 – 1994 – Avenida – Campeão
04 – 1995 – Cruzeiro – Campeão

A edição de número 05 foi disputada em 1996 e na próxima semana iremos relembrar o desfecho que culminou com a conquista do Sete de Setembro.


  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • clarão—970×90
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)