Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • cq-01

Você sabe por que o dia 1° de abril é o dia da mentira?

Hoje, o “Dia dos Bobos” ou “Dia dos Tolos” é comemorado mundialmente


Por João Victor Fagundes Publicado 01/04/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
diadamentira
Foto: Pixabay

Tradicionalmente, em todo 1° de abril podemos observar diversas brincadeiras relacionadas a pequenas mentiras e piadas em grupos de amigos e até mesmo em situações do cotidiano, mas afinal, qual a origem desta data?

No mundo

A explicação mais aceita pelos historiadores é de que a data nasceu na França, no século XVI. A tradição remete à mudança do Calendário Juliano para o Calendário Gregoriano, instituída pelo Papa Gregório XIII e aceita pelo Rei Carlos IX. 

O calendário antigo (Juliano) comemorava o ano novo no dia 1° de abril, enquanto o novo calendário (Gregoriano) adotava a mudança e celebrava a chegada do novo ano no dia 1° de janeiro, conforme estamos acostumados nos dias de hoje.

Revoltados contra a medida adotada pelo Rei Carlos, parte da população francesa recusou-se a adotar o 1° de janeiro como o início do ano. Esses que resistiram à mudança, ficaram conhecidos como “bobos de abril”, inclusive, recebendo convites de eventos e festas inexistentes e até presentes de aniversários em dias remotos. Nascia assim, a tradição que perpetua-se até hoje.

No Brasil

Em nosso país, a tradição teve início uns anos depois, no século XIX, mais precisamente em 1828. A capa do jornal mineiro “A mentira”, em sua primeira edição, no dia 1° de abril, estampou a morte de Dom Pedro I, gerando uma grande comoção entre os leitores. 

Segundo fontes históricas, apesar do caso logo ser desmentido, Dom Pedro teria se divertido com a “brincadeira”. O Imperador viria a falecer seis anos depois, não no dia 1° de abril, mas sim no dia 24 de setembro de 1834.

Atualmente

Em tempos de fake news, brincadeiras envolvendo pequenas mentiras podem tomar grandes proporções. Isso se dá principalmente devido à rápida propagação de conteúdos expostos na internet e a falta de verificação dos fatos, fatores que permitem por muitas vezes a disseminação de informações não tão confiáveis.


  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • cq-01