Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • banner felice 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335

Hoje na História: Pedro Álvares Cabral chega ao Brasil em 22 de abril de 1500

No dia 22 de abril de 2024 é comemorado 524 anos desde que os portugueses liderados por Pedro Álvares Cabral chegaram ao território batizado de Vera Cruz, onde se encontra atualmente o Brasil


Por Kathrein Silva Publicado 22/04/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Design sem nome – 2024-04-22T144945.400
Foto: internet

No dia 22 de abril de 2024 é comemorado 524 anos desde que os portugueses liderados por Pedro Álvares Cabral chegaram ao território batizado de Vera Cruz, onde se encontra atualmente o Brasil. Por um longo tempo foi usado o termo “descoberta do Brasil” em uma visão eurocêntrica. Contudo, essas terras antes já eram habitadas por vários povos indígenas. Estima-se que cinco milhões de indígenas se espalhavam pelo litoral brasileiro em 1500.

Quem foi Pedro Álvares Cabral?

Filho de uma família nobre portuguesa antiga e abastada, Pedro Álvares Cabral nasceu em 1467 no Castelo de Belmonte, na Beira Baixa, em Portugal. Ainda jovem, Cabral foi levado para residir na província interior onde recebeu boa educação, estudando temas como ciências humanas e táticas armadas, sob a tutela dos mestres da corte de Afonso V.

Com 16 anos, na corte de D. João II (1481-1495), aperfeiçoou-se em cosmografia e estudou técnicas militares. Nessa época, tiveram início as grandes navegações. Experientes no uso de caravelas os portugueses passaram a explorar a costa ocidental da África.

Pedro Álvares Cabral assumiu o posto de capitão-mor da frota, composta por dez naus e três caravelas, a maior frota até então organizada por D. Manuel I, entregando o comando a navegadores experientes como Bartolomeu Dias e Nicolau Coelho.

Havia pessoas importantes em cada navio como fidalgos e religiosos, entre eles o frei Henrique Soares de Coimbra, o escrivão Pero Vaz de Caminha e ainda cientistas e astrônomos.

No dia 9 de março de 1500, no porto de Lisboa, após uma missa, em meio a uma grandiosa cerimônia com a presença do rei e sua corte, Cabral recebe das mãos do rei o estandarte real, símbolo do seu poder, partindo em seguida para a Índia.

No dia 22 de abril, a esquadra de Pedro Álvares Cabral avistou novas terras. No dia 23, desembarcou no local que denominaram “Porto Seguro” (hoje baía Cabrália), entre a ilha da Coroa Vermelha e a baía rasa de Santa Cruz, na Bahia, travando os primeiros contatos com os indígenas.

No dia 2 de maio seguiu para Índia e somente no dia 21 de julho de 1501 teria chegado à Lisboa.

Pedro Álvares Cabral foi casado com D. Isabel de Castro com a qual teve seis filhos. Cabral foi nomeado para o comando de uma nova expedição, mas depois de oito meses de preparativos e desentendimentos com o rei, ele foi substituído por Vasco da Gama. Seus feitos caíram no esquecimento e só seriam relembrados após 300 anos no reinado de Dom Pedro II.

Pedro morreu em 1520 em Santarém, onde viveu durante seus últimos anos. A causa da sua morte não é conhecida.

Curiosidade

Até o século 19, o dia 3 de maio essa era a data oficial da chegada dos portugueses ao Brasil. O equívoco surgiu de um raciocínio do historiador português Gaspar Correia (1495–1561). Sem registros disponíveis que apontassem a data exata, ele foi no chute. E concluiu o seguinte: como os primeiros nomes do Brasil foram Ilha de Santa Cruz e Terra de Santa Cruz, provavelmente seria uma homenagem ao Dia da Santa Cruz, celebrado em… 3 de maio.

Só virou 22 de abril depois que a família real portuguesa veio para cá, fugindo de Napoleão e trazendo na bagagem um documento até então mantido em sigilo: a carta de Pero Vaz de Caminha. Em 1817, ela pôde ser impressa e veio a público – mais de três séculos após ter sido escrita detalhando as circunstâncias daqueles eventos extraordinários de 1500. 


  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • banner felice 2
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)