Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz

Saiba como acessar o Saque Calamidade no Rio Grande do Sul

Modalidade permite a retirada de até R$ 6.220 do saldo da conta do FGTS


Por Kathrein Silva Publicado 28/05/2024
Ouvir: 00:00
PNG (36)
Foto: divulgação

O Rio Grande do Sul possui cidades elegíveis para receber o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade. A modalidade permite ao trabalhador a retirada de até R$ 6.220 do saldo da conta por necessidade decorrente de desastre natural. 

O secretário de Trabalho e Desenvolvimento Profissional, Gilmar Sossella, explica que o direito à retirada depende do reconhecimento de situação de emergência ou estado de calamidade pública do município por portaria do governo federal, além da validação do processo de Saque Calamidade junto à Caixa Econômica Federal.

O Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR) já reconheceu, sumariamente, a calamidade pública em municípios do Rio Grande do Sul no início de maio, por meio da Portaria nº 1.587. A partir da publicação, os municípios podem solicitar a análise ao MIDR e, posteriormente, inscrever-se no Saque Calamidade junto à Caixa.

Para isso, as cidades acima de 50 mil habitantes devem apresentar uma lista com os endereços das áreas afetadas pelo desastre. Para municípios com até 50 mil moradores, fica dispensada essa documentação comprobatória para saque do FGTS. 

Como solicitar o saque Calamidade no Rio Grande do Sul

Para receber o benefício, o trabalhador deve possuir dinheiro na conta do FGTS. O valor máximo para retirada é de R$6.220 por conta vinculada, limitado ao saldo disponível. O pedido pode ser realizado pelo Aplicativo FGTS, opção Saques, no celular, sem a necessidade de comparecer a uma agência.

Passo a passo:

  1. Acesse o aplicativo FGTS e vá em Meus Saques;
  2. Clique em Outras Situações de Saques;
  3. Selecione Calamidade Pública;
  4. Informe o município de residência e clique Continuar;
  5. Escolha a forma de receber o FGTS (crédito em conta bancária ou saque presencial);
  6. Anexe os documentos requeridos;
  7. Confirme a solicitação;
  8. A Caixa vai analisar o pedido e, caso esteja tudo certo, o valor será creditado em sua conta.

  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111