Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • cq-01
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Inchaço nas pálpebras pode ser causado por falta de sono e ingestão excessiva de sal

Edema palpebral pode indicar doenças mais graves, mas na maioria dos casos está relacionado a hábitos ruins


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 08/07/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Médico Responde

São Paulo, 07 de julho 2023 – Nada mais incômodo do que acordar com as pálpebras inchadas. A aparência da região ao redor dos olhos prejudica a harmonia da face, dando um aspecto de cansaço, doença ou até mesmo de ressaca.

Felizmente, na maioria dos casos é possível amenizar este inchaço com a mudança de alguns hábitos. Mas é preciso também investigar se há algo mais grave por trás do edema.

Inchaço nas pálpebras e causas
 
Segundo Dra. Tatiana Nahas, oftalmologista especialista em cirurgia plástica ocular, acordar com as pálpebras inchadas é comum, principalmente se a pessoa não dormiu bem, ingeriu altas doses de álcool ou ainda se consumiu alimentos ricos em sal e sódio. “Quando o inchaço é muito persistente e não está relacionado a estes hábitos e situações, é preciso investigar melhor”.

Bolsinhas incômodas

Para além de hábitos ruins, o surgimento de bolsas nas pálpebras inferiores pode ter relação com o processo natural de envelhecimento.

“Ao longo dos anos ocorrem diversas alterações nas estruturas das pálpebras. Os músculos enfraquecem, os ossos perdem volume a flacidez da pele aumenta. A partir destas mudanças, a gordura acaba “escapando” do lugar e forma as bolsas embaixo dos olhos”, explica Dra. Tatiana.

Existem outros fatores que podem acelerar o processo natural do envelhecimento como exposição ao sol sem protetor solar, tabagismo, tipo de pele e genética.
 
“Juntamente a estes fatores de risco, há outras condições que podem agravar a aparência das bolsas de gordura. Entre eles podemos citar a insônia crônica, ingestão frequente de bebidas alcoólicas e consumo excessivo de alimentos com muito sal e sódio”, acrescenta a especialista.

Quando se preocupar
 
Para além da questão estética, o inchaço das pálpebras pode indicar doenças sistêmicas, ou seja, patologias de outros órgãos que causam este sintoma. Algumas doenças da tireoide, dos rins, fígado e até mesmo cardíacas podem causar inchaço nas pálpebras inferiores. Infelizmente, nestes casos é mais difícil tratar de forma definitiva.

Tem solução?
 
As bolsas de gordura das pálpebras inferiores podem ser removidas por meio da blefaroplastia. O objetivo é reestruturar a região para dar sustentação ao tecido adiposo e remover, caso for preciso, o excesso de pele.
 
A técnica mais usada hoje é a transconjuntival que remove as bolsas de gordura por dentro das pálpebras. “A principal vantagem é que não há nenhuma cicatriz aparente. Além disso, esta técnica não agride os músculos, pele e tecido ósseo da órbita ocular”, reforça Dra. Tatiana.  

Para quem ainda não tem indicação da cirurgia e apresenta o inchaço persistente na região palpebral inferior a dica é analisar os hábitos e tentar mudá-los. O sono é muito importante para a saúde como um todo. A insônia precisa de tratamento. Quando a pessoa passa a dormir melhor, este inchaço tende a melhorar.

“Também é importante cuidar da alimentação, reduzindo o consumo de sal e de alimentos ricos em sódio. Praticamente todos os produtos industrializados têm sódio em sua composição, incluindo alimentos e até mesmo bebidas, como a água com gás”, aponta a especialista.
 

“Por fim, uma vez que a pele das pálpebras é a mais fina do corpo humano é preciso redobrar os cuidados preventivos. Isto inclui usar protetor solar nas pálpebras inferiores e óculos de sol com lentes de proteção contra os raios do sol”, finaliza a médica.

Dica: A aplicação de compressas frias pode amenizar o inchaço de forma paliativa. Portanto, pode ser uma solução para quem tem um compromisso e precisa melhorar a aparência.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • cq-01
  • globalway (1)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111