Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • cq-01
  • WhatsApp Image 2024-02-01 at 16.56.45
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111

Estado receberá mais de 3,8 milhões doses da vacina contra a gripe


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 03/04/2014
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) está preparando a Campanha de Vacinação Contra a Gripe deste ano, que será realizada entre os dias 22 e 09 de abril. Uma das novidades é o aumento do número de doses disponíveis para a vacinação no Rio Grande do Sul. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o Estado receberá mais de 3,8 milhões de doses para a imunização, o que representa um aumento de 700 mil doses em comparação com o ano de 2013. A data para mobilização nacional, o Dia D, está marcada para 26 de abril, sábado, quando os postos de vacinação abrem excepcionalmente.

O acréscimo nas doses acontece em função da ampliação na faixa etária das crianças, que agora passa a ser até menores de cinco anos, e uma parcela maior destinada às pessoas com doenças crônicas. Somadas as cerca de 206 mil crianças entre os seis meses e dois anos de idade, a campanha deste ano terá como público-alvo outras 387 mil com mais de dois anos e menos de cinco.

“Com a ampliação dessa faixa etária aumentamos a proteção à população e a expectativa de reduzir o número de casos e de óbitos”, declarou a secretária estadual da Saúde, Sandra Fagundes. A titular da SES reforça que além da imunização e do tratamento oferecido à população, através do antiviral Oseltamivir, é importante lembrar que medidas preventivas são essenciais, pois diminuem a circulação do vírus e, consequentemente, o número de casos da doença.

Além das crianças, serão vacinadas as pessoas acima dos 60 anos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias depois do parto) e pessoas com doenças crônicas (respiratórias, cardíacas, renais, imunodeprimidos, entre outros). Além destes grupos, os indígenas também recebem as doses, diretamente nas aldeias; os profissionais de saúde se vacinam nos próprios locais de trabalho; assim como a população privada de liberdade, devido aos altos índices de doenças respiratórias. Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe.

Rio Grande do Sul
No RS, cerca de 3,5 milhões de pessoas integram os grupos prioritários, onde a meta preconizada pelo Ministério da Saúde é a cobertura de 80% da população desses grupos, o que totaliza mais de 2,8 milhões de pessoas. Para os doentes crônicos, serão destinadas mais de 1,19 milhões de doses.

População a ser vacinada:

·  Crianças maiores de 6 meses e menores de 2 anos: 206 mil

·  Crianças maiores de 2 e menores de 5 anos: 387 mil

·  Pessoas acima dos 60 anos: 1,4 milhão

·  Gestantes: 103 mil

·  Puérperas: 17 mil

·  Indígenas aldeados: 21 mil

·  Doentes crônicos: 1,2 milhão

A vacina protege contra os três tipos de vírus influenza: influenza A H1N1, influenza A H3N2 e influenza B, pelo período de um ano. Em 2013, foram vacinadas 3 milhões de pessoas, dos quais 926 mil eram doentes crônicos.

Integram os grupos de risco: crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, povos indígenas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. Portadores de doenças crônicas não-transmissíveis ou com condições clínicas especiais também devem se vacinar. Todavia, conforme o MS, para esse grupo não há meta específica de vacinação.


  • globalway (1)
  • WhatsApp Image 2024-02-01 at 16.56.45
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • cq-01
  • 2024 BANNER TOPO CAPA DE SITE DIA DE CAMPO DESKTOP
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)