Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Cavalgada da Costa Doce deixou rastro de dívida e irregularidades em Tapes

Dívida de estadia dos participantes e irregularidades foram registradas no município


Por Redação Clic Camaquã Publicado 23/01/2014
Ouvir: 00:00

Como já é de costume o município de Tapes faz parte da rota dos cavalarianos que participam da Cavalgada da Costa Doce. Neste ano de 2014, a 15ª edição do evento, repetiu a tradição de passar pela cidade praiana.

Porém a passagem dos participantes pelo município, foi marcada por diversas irregularidades.

De acordo com o proprietário do camping onde os cavalarianos ficaram hospedados, os problemas teriam iniciado já na chagada dos participantes. 

O secretário de Turismo, Edoeli Camargo, afirmou não ter sido notificado da visita dos cavalarianos a cidade, desta forma, não foram tomados os procedimentos necessários para a estadia dos visitantes.

Com o intuito de resolver a questão de hospedagem, o secretário disponibilizou juntamente com o proprietário do camping, local para pernoite dos participantes.

A Brigada Militar recebeu inúmeras denúncias de que os cavalarianos estariam banhando seus animais na beira da praia, sendo que tal atividade é proibida, de acordo com placas instaladas á beira da praia.

Para finalizar, o proprietário do Camping alega não ter recebido o valor da estadia dos cavalarianos, que segundo ele, acumula a quantia de R$ 1.000,00 (mil reais), que deveria ser paga pela prefeitura municipal.

O secretário de turismo de Tapes, Edoeli Camargo, comprometeu-se em “agilizar” o pagamento.

 


  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335