Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)

Quinta morte por leptospirose é confirmada em meio a enchentes no RS

Até o início da noite de segunda-feira, detalhes sobre a idade e o sexo da vítima não estavam disponíveis


Por Pablo Bierhals Publicado 28/05/2024
Ouvir: 00:00
leptos
Foto: Reprodução

A Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou nesta segunda-feira (27) a quinta morte devido à leptospirose, resultante das enchentes que provocaram uma situação de calamidade.

A vítima residia em Viamão, na região Metropolitana.

Casos em Aumento

O levantamento mais recente indica que 1.588 casos suspeitos de leptospirose foram notificados até o momento. Destes, 124 casos foram confirmados e 922 ainda estão sob investigação. A Prefeitura de Viamão informou que ainda não foi comunicada oficialmente sobre o óbito. Em alguns casos, a notificação pode vir da rede privada de saúde. Até o início da noite de segunda-feira, detalhes sobre a idade e o sexo da vítima não estavam disponíveis.

Mortes Anteriores

As quatro mortes anteriores ocorreram em:

  • Travesseiro, no Vale do Taquari
  • Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo
  • Cachoeirinha, na região Metropolitana
  • Porto Alegre

O que é a Leptospirose?

A leptospirose é uma doença infecciosa febril causada pela bactéria leptospira, transmitida através do contato com a urina de animais infectados, especialmente roedores. Embora a contaminação possa ocorrer em qualquer época do ano, o risco aumenta significativamente durante inundações, enxurradas e situações de lama. A bactéria penetra mais facilmente no organismo humano se houver ferimentos ou arranhões na pele.

Sintomas e Fases da Leptospirose

A leptospirose pode variar desde formas assintomáticas até casos graves que podem levar à morte. A doença é dividida em duas fases:

  1. Fase Precoce
  2. Fase Tardia

O período de incubação, que é o intervalo entre a infecção e o início dos sintomas, varia de 1 a 30 dias, sendo mais comum entre 7 a 14 dias após a exposição.

Principais Sintomas da Fase Precoce:

  • Febre alta
  • Dor de cabeça
  • Dor muscular, especialmente nas panturrilhas
  • Calafrios
  • Náuseas e vômitos

Prevenção e Cuidados

Para prevenir a leptospirose, é essencial evitar o contato com águas de enchentes e lama contaminada. Caso apresente sintomas após exposição a situações de risco, procure imediatamente atendimento médico.


  • clarão—970×90
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494