Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Nível da Lagoa dos Patos segue acima da cota de inundação em municípios da Costa Doce e Zona Sul

Municípios estão em situação de emergência ou calamidade decretados


Por Pablo Bierhals Publicado 21/05/2024
Ouvir: 00:00
FOTO 180×720 (20)
Foto: Prefeitura São Lourenço do Sul/registro em 19 de maio 2024.

O nível da Lagoa dos Patos segue acima da cota de inundação nos municípios da Costa Doce e Zona Sul na manhã desta terça-feira (21). As informações são diariamente atualizadas nas páginas das prefeituras.

De acordo com a atualização mais recente da Prefeitura de Pelotas, o nível da laguna está em 2,59 metros no bairro Laranjal. A cota de inundação é 1,30, conforme informações do Governo do Estado.

Em São Lourenço do Sul, município com calamidade pública reconhecida, o nível registrado às 9h desta terça, na régua da Cruz, localizada no largo Laura Abreu, mostra a marca de 2,71 metros, representando redução de 1 centímetro em relação a medição anterior, às 8h. O vento, medido com anemômetro, estava 11km/h, sentido nordeste, o que favorece redução do nível. Segundo os meteorologistas, os ventos sul e sudeste representam maiores riscos de inundação.

Ainda assim, há alertas para novas elevações de níveis. As autoridades reforçam a importância de seguir as orientações e procurar ajuda em caso de emergência: Bombeiros (193) e Brigada Militar (190).

Arambaré, também com calamidade pública reconhecida, e Tapes ainda não atualizaram as informações nesta manhã, mas seguem registrando nível acima da cota de inundação. A Defesa Civil de Tapes divulgou um vídeo explicando sobre a ausência do município na lista de emergência ou calamidade. Há regiões alagadas e famílias desalojadas no município, contabilizando cerca de 3 mil pessoas de alguma forma afetadas.

Explicação da Prefeitura de Tapes sobre situação de emergência no município:


  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494