Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)

Mortes por leptospirose chegam a 15 no Rio Grande do Sul

Duas novas vítimas eram residentes de Novo Hamburgo e Igrejinha


Por Pablo Bierhals Publicado 06/06/2024
Ouvir: 00:00
leptospirose nas enchentes
Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul confirmou nesta quarta-feira (5) mais duas mortes por leptospirose, decorrentes das enchentes que atingiram o estado desde o início de maio. As vítimas são dois homens, um de 51 anos residente em Novo Hamburgo e outro de 50 anos residente em Igrejinha, ambos com histórico de exposição às águas de inundação.

Detalhes dos Casos

Novo Hamburgo

  • Vítima: Homem, 51 anos.
  • Início dos sintomas: 13 de maio, com náusea, vômitos, mialgia (dor muscular) e inapetência, sem febre.
  • Data do óbito: 30 de maio.
  • Diagnóstico: Exame de sorologia positivo para leptospirose.

Igrejinha

  • Vítima: Homem, 50 anos.
  • Início dos sintomas: 16 de maio, com febre, náusea, vômitos, calafrios, mialgia e inapetência.
  • Data do óbito: 26 de maio.
  • Diagnóstico: Teste de sorologia IgM reagente para leptospirose.

Sobre a Leptospirose

A leptospirose é uma doença infecciosa febril aguda transmitida pela exposição direta ou indireta à urina de animais infectados, principalmente ratos, contendo a bactéria leptospira. A infecção ocorre através da pele com lesões, pele íntegra imersa em água contaminada ou mucosas. O período de incubação varia de um a 30 dias, normalmente manifestando-se entre sete a 14 dias após o contato com águas contaminadas.

Sintomas Comuns:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Fraqueza
  • Dores no corpo, especialmente na batata da perna
  • Calafrios

A doença apresenta elevada incidência em áreas de enchentes e possui uma taxa de letalidade que pode chegar a 40% nos casos mais graves.

Medidas de Prevenção

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul recomenda evitar o contato com águas de enchentes e esgoto, utilizar equipamentos de proteção ao manusear áreas potencialmente contaminadas e procurar atendimento médico imediato ao apresentar sintomas compatíveis com leptospirose.


  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)