Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz

Governo busca formalizar cooperação técnica com o Instituto de Pesquisas Hidráulicas da UFRGS

Leite destacou a importância de um acordo de cooperação técnica com o IPH para projetos futuros


Por Pablo Bierhals Publicado 28/05/2024
Ouvir: 00:00
FOTO 180×720 (45)
Foto: Rodrigo Ziebell/Ascom GVG

O governador Eduardo Leite, o vice-governador Gabriel Souza e a titular da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura, Marjorie Kauffmann, se reuniram, na tarde desta segunda-feira (27), com pesquisadores do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (IPH/UFRGS). O objetivo foi conhecer as pesquisas já realizadas pela instituição e encaminhar uma possível cooperação com o governo do Estado em pesquisas sobre prevenção e respostas a desastres.

“Estamos buscando uma série de parcerias e estudos que deverão ser contratados. Solicitei que o IPH faça parte do escopo de entidades e instituições que estarão envolvidas em projetos que virão pela frente. Por isso, é importante avançarmos em um acordo de cooperação técnica”, afirmou o governador.

Marjorie apontou que a parceria já existe, por meio de contribuições voluntárias do IPH no fornecimento de notas técnicas e estudos. “Estamos melhorando os nossos sistemas de previsão e alerta e precisamos aprimorar os sistemas de segurança hídrica. E é justamente isso que o Plano Rio Grande prevê: uma reconstrução com um olhar mais preparado e adaptado na questão das mudanças climáticas”, reforçou.

Os pesquisadores listaram pontos que devem ser considerados fundamentais no planejamento estratégico do Estado. Para eles, as prioridades são: melhorias no monitoramento para modelos mais confiáveis, com respostas em tempos mais curtos; capacitação dos técnicos e da população, sobretudo nas comunidades locais; e a construção de termos de referência para que os municípios possam implementar planos diretores que prevejam desastres relacionados às mudanças climáticas.

A titular da Sema lembrou que já está em andamento o termo de referência para a contratação de novos serviços da Sala de Situação, com a qualificação de dados, monitoramento e alertas. O governo também lançou, em abril deste ano, o Projeto de Educação Ambiental para Riscos de Desastres, que faz uso da educação ambiental para entender, prevenir e minimizar desastres socioambientais, com foco nas comunidades, na rede de ensino e nos agentes municipais.

O governo está planejando, ainda, a construção de unidades habitacionais definitivas, com base em estudos de diversos modelos. O projeto faz parte do Plano Rio Grande, instituído este mês e que prevê projetos para a reconstrução do Estado.

“O IPH tem a especificidade de trabalhar com os recursos hídricos. No momento, isso é uma demanda estadual, mas que envolve muitos outros campos. A ideia é poder colaborar com o Estado da melhor forma possível”, garantiu o diretor do IPH/UFRGS, Joel Goldenfum.

Também participaram da reunião o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos Júnior, o chefe da Casa Militar, coronel Luciano Boeira, além de técnicos das secretarias envolvidas. 

Texto: Vanessa Trindade/Ascom Sema


  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335