Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • cq-01
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)

Governador se reúne com prefeitos da Região Sul e direção da CEEE Equatorial

Leite destacou papel fiscalizador do Estado, por meio da Agergs, para apurar falhas e aplicar eventual sanção à concessionária


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 24/07/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Grégori Bertó/Secom

O governador Eduardo Leite participou de encontro, na manhã deste domingo (23), em Pelotas, com prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) e dirigentes da concessionária do serviço de energia elétrica na região, a CEEE Equatorial. Em pauta, a falta do fornecimento de eletricidade para algumas comunidades, após mais de 10 dias da passagem do mais recente ciclone extratropical no Estado, que causou danos na rede de transmissão da companhia. O encontro foi realizado no Aeroporto Internacional de Pelotas João Simões Lopes Neto.

Depois de ouvir os prefeitos presentes, o governador afirmou que a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), que fiscaliza a prestação de serviços concedidos pelo Estado, acompanha o caso. Leite cobrou agilidade no atendimento aos municípios e destacou a necessidade de atenção especial da concessionária às demandas dos prefeitos. Ainda salientou que o Estado está atento para assegurar o cumprimento das obrigações contratuais e garantir a qualidade na entrega à população.

“É bom deixar claro que o Estado é o regulador desta concessão. A situação deste ciclone gerou uma enorme interrupção no fornecimento de energia, com casos resolvidos rapidamente. Mas ainda há relatos de comunidades sem luz, o que não pode ser aceitável. Então, cabe a agência reguladora apurar o que aconteceu e até estabelecer, se for o caso, sanções à companhia, que podem chegar inclusive à cassação em caso de recorrência no descumprimento das obrigações. Claro que não é o que queremos. Buscamos, sim, o bom serviço prestado à população. Por isso, é importante esse momento para ouvir os prefeitos e a presidência da Companhia para encaminhar a regularização”, explicou o governador.

O presidente da CEEE Equatorial, Raimundo Barretto Bastos, ouviu os apontamentos dos prefeitos e afirmou que a concessionária irá rever processos e ações para que este tipo de situação não se repita em casos de corte no fornecimento de energia causados por fenômenos naturais. “A gente entende a pressão da população e vamos trabalhar junto nessa cooperação para avançar”, respondeu Bastos.

Além do governador, estavam presentes na reunião, o presidente da CEEE Equatorial, Raimundo Barretto Bastos, o superintendente comercial da empresa, Fernando Ortiz, e o gerente de Manutenção e executivo de Manutenção da Regional Sul, Jorge Modesto. Também participaram os prefeitos Douglas Rodrigues da Silveira (Cerrito), Fábio Branco (Rio Grande), Luiz Carlos Folador (Candiota), Moacir Otílio Alves (Pedro Osório), Marco Antônio Vasques Rodrigues Barbosa (Chuí), Paula Mascarenhas (Pelotas), Ronaldo Costa Madruga (Pinheiro Machado), Rui Valdir Otto Brizolara (Morro Redondo), Rui Carlos Peter (Arroio do Padre), Rudinei Härter (São Lourenço do Sul), Vinícius Pegoraro (Canguçu), Vilmar Motta Schmitt (Capão do Leão).

“Infelizmente, por conta de que a Companhia estava colapsando, há muitos anos sem conseguir fazer investimento, (o serviço) se precarizou. É importante ter consciência e compreensão disso. Agora, dificuldades de atendimento, equipes com treinamento inadequado, falhas de comunicação, isso é inaceitável. É o mínimo que a Companhia (agora privada) precisa garantir à população. As falas trazidas (pelos prefeitos) geram insumos para a empresa. Iremos cobrar e acompanhar para que, nos próximos episódios que tenhamos, haja equipes bem treinadas, uma estratégia de comunicação mais eficiente de relacionamento com os municípios, para que se possa fazer as religações de energia mais rapidamente”, completou o governador. 

Ainda acompanharam o encontro o vice-prefeito de São José do Norte, Neromar Guimarães, o vice-prefeito de Herval, Celso Silveira, o presidente da Câmara de Vereadores de Pedras Altas, Arildo Madruga, a vice-presidente da Câmara de Vereadores de Morro Redondo, Letícia Santos, e o procurador-geral de Arroio Grande, José Paulo Gomes de Freitas.


  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • UNIFIQUE CMQ – Banner 970x90px
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • cq-01
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664