Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • globalway (1)
  • banner felice 2

Prova em que o pódio era certo, escapa do Brasil nas Paralimpíadas

As atletas Jerusa Geber e Thalita Simplício acabaram sendo desclassificadas nos 100m da Classe T11


Por Celiomar Garcia Publicado 31/08/2021
 Tempo de leitura estimado: 00:00

As atletas brasileiras iriam brigar por medalhas nos 100m da categoria T11, para deficientes visuais, nas Paralimpíadas, mas tiveram o desfecho mais triste e improvável possível. Como o Brasil tinha duas representantes dentre as quatro finalistas, uma medalha, que em tese estava garantida, inclusive com grande chance de dobradinha, pois o desempenho das atletas nas classificatórias foi excelente, acabou não sendo mais possível.

Tanto a Jerusa Geber, quanto a Thalita Simplício acabaram desclassificadas por problemas com as cordas-guia, ficando fora do pódio. O ouro ficou com a venezuelana Linda Perez Lopez, com 12s05, com a chinesa Cuiquing Liu, com 12s15, em segundo lugar.

Confira as 10 primeiras colocações no Quadro de Medalhas, onde a China segue na liderança com 239 medalhas. O Brasil ocupa o 8º lugar com 72 medalhas no total, sendo 14 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze.

Quadro de Medalhas

1º – China – (239 medalhas) – (107 Ouro) – (81 Prata) – (51 Bronze) 

2º – Grã-Bretanha – (147 medalhas) – (64 Ouro) – (39 Prata) – (44 Bronze)

3º – Ucrânia – (117 medalhas) – (41 Ouro) – (37 Prata) – (39 Bronze)

4º – Estados Unidos – (115 medalhas) – (40 Ouro) – (44 Prata) – (31 Bronze)

5º – Austrália – (81 medalhas) – (22 Ouro) – (30 Prata) – (29 Bronze)

6º – Alemanha – (57 medalhas) – (18 Ouro) – (25 Prata) – (14 Bronze)

7º – Holanda – (62 medalhas) – (17 Ouro) – (19 Prata) – (26 Bronze)

8º – Brasil – (72 medalhas) – (14 Ouro) – (29 Prata) – (29 Bronze)

9º – Itália – (39 medalhas) – (10 Ouro) – (14 Prata) – (15 Bronze)

10º – Polônia – (39 medalhas) – (09 Ouro) – (18 Prata) – (12 Bronze)


  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • banner felice 2