Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111

Jogos Paralímpicos de Tóquio: Daniel Dias leva o bronze nos 100m livre

O ouro ficou com o italiano Francesco Bocciardo (1m09s56), e a prata, com o chinês Lichao Wang (1m10s45)


Por Eduardo Costa Publicado 26/08/2021
 Tempo de leitura estimado: 00:00

O brasileiro Daniel Dias ficou com o terceiro lugar na final dos 100m livre, categoria S5, com o tempo de 1m10s80, nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O nadador chegou à 26ª medalha na história das Paralimpíadas. O ouro ficou com o italiano Francesco Bocciardo (1m09s56), e a prata, com o chinês Lichao Wang (1m10s45).

Daniel teve uma saída complicada na prova e chegou a figurar na quinta colocação na virada dos primeiros 50m. Contudo, o brasileiro teve uma recuperação impressionante e chegou na terceira posição.

“Estou tentando ser muito grato, primeiramente a Deus. Está fluindo. Hoje foi mais leve. Quando virei, vi que os chineses estavam um pouco à frente. Consegui alcançar minha meta. É viver cada momento, cada prova. São os últimos 100m, não tenho mais na competição, agora só 50m”, disse Daniel, ao SporTV, após a medalha.

Confira as notícias de Esporte do Clic Camaquã clicando aqui

Daniel, que estreou nas Paralimpíadas na China, em Pequim, em 2008, já acumula 26 medalhas: 14 ouros, sete pratas e cinco bronzes.

Outros brasileiros já disputaram finais nesta quinta-feira nas piscinas de Tóquio, mas não conseguiram medalhas.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • globalway (1)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335