Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335

Presidente da FUNBECA detalha impactos do programa Assistir no Hospital de Camaquã

Através da sistemática de cálculos deste novo programa, o Hospital Nossa Senhora Aparecida tem sofrido com o impacto na receita


Por Redação Clic Camaquã Publicado 09/07/2022 Atualizado 11/07/2022
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Covid-19 - Pronto Socorro do Hospital Nossa Senhora Aparecida
Pronto Socorro do Hospital Nossa Senhora Aparecida. Foto: Elias Bielaski

Neste sábado (9) o Marcio Silva Presidente da Fundação Assistencial e Beneficente de Camaquã participou do programa Controle Geral e falou sobre o novo Programa Assistir do estado o qual irá reduzir significativamente a receita dos hospitais.

De acordo com o entrevistado o Programa Assistir, lançado no ano passado pelo governo do estado do Rio Grande do Sul, o programa foi prorrogado para junho deste ano, a partir do dia 1º julho o mesmo já está validado.

Através da sistemática de cálculos deste novo programa, o Hospital Nossa Senhora Aparecida tem sofrido com o impacto na receita. O presidente da Fundação informou que atualmente o hospital recebia entorno de R$ 2 milhões por mês do SUS, com a nova sistemática o valor a ser repassado será de apenas R$ 1 milhão.

“A fundação já vem com déficit mensal das despesas para manter o hospital aberto elas giram em torno de R$ 4 milhões por mês (…) essa nova sistemática vai trazer bastante problemas para a administração”, completou Márcio Silva.

Pensando nessa alta redução financeira que ocorrerá, o presidente da FUNBECA relatou que “o hospital conta com a colaboração e união de todas as prefeituras que se referenciam ao HNSA, para que possam oferecer um aporte financeiro desses valores”.

Assista entrevista completa:


  • globalway (1)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • banner felice 2